Remédio Natural para Enxaqueca: Semente de Girassol

O consumo de sementes de girassol poderá resultar numa diminuição significativa da intensidade das enxaquecas.

Ideal para quem sofre regularmente deste problema, a semente de girassol representam a oportunidade de se livrar deste mal sem para isso ter de recorrer constantemente a alternativas químicos que, a longo prazo, apenas contribuirão para dar origem a muitos outros problemas de saúde de elevada seriedade, e cujo poder de tratamento nem sempre é tão satisfatório quanto se esperaria.

Remédio natural para enxaqueca

Para preparar este remédio terá de começar por torrar 60 gramas de sementes de girassol no forno, colocando-as, logo de seguida, no liquidificador, onde deverá batê-las até que comecem a abrir.

De seguida, ferva 1/2 litros de água e adicione às sementes, deixando descansar por cerca de 20 minutos. Após esfriar, coe e beba enquanto ainda estiver morno.

A esta mistura não deverá ser adicionado qualquer tipo de adoçante, seja ele natural ou artificial, na medida em que tal poderá originar resultados contrários aos pretendidos através da ingestão deste remédio natural.

Esta água deverá ser tomada 3 vezes ao dia, sempre que estiver a atravessar uma crise de enxaquecas.

É 100% natural, e por isso não provoca quaisquer tipos de reacções adversas, o que faz com que possa ser tomada o mais regularmente possível.

No entanto, é importante que renove a água diariamente, de modo a evitar a perda de determinadas propriedades de elevada importância.

Durante as crises, evite ingerir produtos e alimentos que possam contribuir para piorar o seu estado, como é o caso do café.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:59 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)