15 Remédios Caseiros para Combater a Indigestão Durante a Gravidez

Publicado por Equipe Editorial a 16 de maio de 2018

A indigestão é uma queixa bastante comum durante a gravidez. Alguns estudos sugerem que oito em cada dez mulheres experimentarão o sintoma durante a gravidez.

15 Remédios Caseiros Para Combater A Indigestão Durante A Gravidez

Realizar pequenas refeições, de forma mais frequente, em vez de grandes; comer banana, beber chá de açafrão-da-terra ou gengibre e consumir mel, podem ajudar.

“É um mito de que a grávida precisa comer por dois. Não exagere e coma o mesmo que em casos normais”.

Além disso, tente reduzir a cafeína e os alimentos gordurosos ou picantes que consome, e opte por alimentos como o iogurte, que melhoram e facilitam a digestão.

“Por vezes a grávida tem tanta fome que seria capaz de comer um cavalo a cada duas horas. Em outros casos, existe a presença de uma queimação e ardor sempre presente no peito, quando come alguma coisa.”

“Como se não bastasse, o barriga insiste em ficar inchada, tal como as náuseas e as cólicas estomacais aparecem sempre nos piores momentos.”

Se a indigestão e a azia a reduzirem a um feixe de nervos, acredite, não está sozinha! 🙁

Cerca de 80% das mulheres grávidas experimenta dificuldade na digestão em alguma fase da gravidez, ocorrência que parece piorar à medida que a gravidez avança, sendo uma queixa extremamente comum a partir da 27ª semana.

A dor constante localizada na parte superior do abdómen, semelhante à causada pela indigestão, mas que não pode ser combatida com mudanças no estilo de vida ou antiácidos, pode ser um sintoma de pré-eclâmpsia, uma complicação da gravidez relacionada com a pressão arterial elevada.

É importante consultar o médico e analisar o problema.

A indigestão durante a gravidez é normalmente um resultado de alterações hormonais e da pressão exercida no estômago pelo bebê em crescimento. Estas alterações normalmente causam refluxo ácido, a causa mais comum de indigestão, que ocorre quando o ácido estomacal flui de volta do estômago para o esôfago e irrita o revestimento (mucosa).

Quais são os principais sintomas?

Os principais sintomas incluem:

Estes sintomas podem ser sentidos a qualquer momento durante a gravidez, mas tendem a ser mais intensos e frequentes após a 27ª semana.

O que causa indigestão durante a gravidez?

A indigestão é muitas vezes causada pelos altos níveis de hormônios presentes na fase da gravidez, principalmente progesterona. A progesterona relaxa os músculos do corpo, incluindo o trato digestivo. Como resultado, a digestão é retardada e dificultada, tendo a grávida mais chances de experienciar os seguintes sintomas:

Embora os hormônios geralmente sejam os culpados, existem outras coisas que podem causar indigestão:

  • Comer muito rápido
  • Usar determinados medicamentos
  • Comer chocolate ou beber bebidas com cafeína
  • Realizar grandes refeições
  • Deitar-se depois de comer
  • Comer alho, cebola ou comidas picantes
  • Comer alimentos muito gordurosos

Apesar de nestes casos o médico normalmente recomendar antiácidos, existem alguns remédios caseiros e mudanças simples no estilo de vida que podem ajudar em muito a grávida.

Felizmente, os antiácidos são um dos poucos medicamentos de venda livre seguros de usar durante a gravidez.

Realize Refeições mais Pequenas (Frequentemente)

É mais provável a grávida ter uma indigestão se o seu estômago estiver muito cheio. Em vez de ter três grandes refeições por dia, realize pequenas refeições, e aumente o número de vezes que come. Para além disso lembre-se de realizar sempre uma dieta variada, saudável e equilibrada, para que o bebê e você recebam todos os nutrientes necessários.

Sente-se enquanto come

Sentar-se ereta durante a refeição ajuda a aliviar a pressão na barriga. Além disso, não se esqueça de elevar os ombros e a cabeça quando se deitar. Estas sugestões evitam que o ácido estomacal suba novamente para o esôfago enquanto dorme.

Para além destas sugestões tente realizar as refeições pelo menos 3 horas antes de dormir. Ir para a cama com o estômago cheio torna mais provável que os alimentos presentes no estômago voltem novamengte para o esôfago, originando azia durante a noite.

Sim, a mulher grávida pode (e deve) Beber chá de gengibre

Chá De Gengibre Com Canela

Fumar e beber são um claro “não-não-não” durante a gravidez. Eles não só podem causar indigestão, como também têm mais efeitos nocivos.

Fumar aumenta o risco de parto prematuro e baixo peso do bebê ao nascer, enquanto que o álcool pode aumentar as chances de aborto espontâneo e natimorto, e até mesmo causar deficiência intelectual, comportamental e física no bebê.

O gengibre tem sido uma raiz ou rizoma extremamente utilizado para tratar a indigestão. Mas, como o gengibre pode ajudar?

O atraso no esvaziamento do estômago após a refeição, desempenha um papel importante nos sintomas de indigestão. Sabia que ingerir gengibre antes das refeições pode acelerar este processo? E que tal uma xícara de chá de gengibre!

A mulher grávida pode beber chá de gengibre? Sim! Até 1 grama de gengibre é considerado seguro para consumo durante a gravidez.

Banana

Banana

Sim! Esta fruta maravilhosa também pode ajudar a aliviar a indigestão. De acordo com um estudo realixzado, 75% das pessoas que sofrem de indigestão foram total ou parcialmente aliviadas da doença quando tomaram banana em pó.

As bananas ajudam a proteger o estômago, uma vez que melhoram a camada mucosa que o reveste. A fruta também contém um flavonóide chamado leucocianidina, que faz das bananas um maravilhoso antiácido natural. Sabendo isto, descasque e desfrute de uma banana madura para se livrar da indigestão.

A mulher grávida pode beber Chá de cúrcuma? Sim 🙂

Chá De Gengibre E Cúrcuma

O açafrão-da-terra (cúrcuma) é conhecido por ter uma vasta gama de propriedades curativas. Aliviar os sintomas de indigestão é uma delas.

Um estudo observou que comer cúrcuma 4 vezes ao dia – uma vez após cada refeição e antes de dormir – melhorou a indigestão em 87% dos participantes.

Tal como acontece com o gengibre, também pode usar a cúrcuma na cozinha ou em forma de chá.

A cúrcuma é extremamente utilizada como tempero culinário nas comunidades do sudeste asiático, fazendo parte da dieta regular da mulher grávida asiática.

Certifique-se apenas de não exagerar, pois quantidades excessivas podem levar a contrações uterinas.

Está Grávida? Use o mel

Mel De Manuka

O mel é usado para combater a indigestão à muitos anos. Para além disso, também é um remédio apoiado pela ciência. Estudos demonstram que o mel de manuka é eficaz contra a Helicobacter pylori, uma bactéria preocupante muitas implicada em casos de indigestão.

Tome uma colher de mel a solo, ou misture um com pouco de suco de gengibre e limão para combater a indigestão. Também pode usar o gengibre seco em pó em vez do rizoma fresco.

Conheça os benefícios do mel de acácia e Trevo vermelho

Alimentos que estimulam a digestão

Dê ao seu aparelho digestivo toda a ajuda que puder. Abaixo listamos alguns alimentos que podem facilitar o processo digestivo:

Iogurte probiótico

Iogurte Probiótico Natural

Probióticos são bactérias boas que podem ajudar no processo digestivo. Eles ajudam a transformar a gordura e as proteínas e melhorar a absorção de nutrientes pelo corpo.

Para além disso, os probióticos oferecem também outros benefícios, como melhorar o sistema imunológico e proteger a grávida contra germes causadores de infecções.

Fibras

Opte por alimentos ricos em fibras, como grãos integrais, frutas, legumes e feijões, de forma a obter a dose diária recomendada de 30 gramas de fibra.

A fibra ajuda a movimentar / transportar os resíduos através do sistema digestivo. Também ajuda as bactérias probióticas a prosperarem no intestino.

Se a sua alimentação atual não contém fibra ou é muito pobre em fibra, certifique-se de aumentar a ingestão gradualmente para evitar o inchaço.

Beba água

Beba água suficiente, pois a fibra funciona através da absorção de líquidos. Também ajuda na digestão, decompondo os alimentos para que o corpo consiga absorver melhor os nutrientes.

Coco, limão, laranja

Suco De Limão E Lima

Inclua alimentos como o coco, limão e laranja na sua dieta. Alguns estudos mostram que os ácidos gordos de cadeia média presentes no óleo de coco podem melhorar as atividades enzimáticas ligadas ao metabolismo da gordura e, desta forma, ajudar na digestão da gordura.

Enquanto isso, as laranjas e os limões estimulam as secreções pancreáticas que ajudam em todo o processo digestivo.

Mantenha um diário alimentar

Algumas regras simples, como reduzir a ingestão de bebidas com cafeína e alimentos condimentados ou gordurosos, podem ajudar a evitar a indigestão.

No entanto cada sistema digestivo tem as suas próprias peculiaridades. Por exemplo:

Algumas mulheres grávidas acham as laranjas muito ácidas para a barriga, embora elas possam realmente estimular a digestão.

Outras, não podem conseguem consumir frutas à noite (porque o seu organismo não as tolera).

Daí ser importante manter um diário alimentar para descobrir padrões alimentares e alimentos que não funcionam no seu organismo, e incluir o que realmente funciona, para evitar os principais gatilhos da indigestão.

Use roupas apropriadas

Evite usar roupas muito apertadas, pois pode pressionar o estômago e piorar os sintomas. Opte por roupas largas e confortáveis.

Mastigue bem os alimentos

O processo digestivo nesta fase já é lento por natureza, portanto, mastigue muito bem os alimentos. Lembre-se que, a mastigação é a primeira etapa do processo digestivo, mas muitas vezes desprezada.

Comer muito rapidamente também pode causar a ingestão de ar, o que leva ao desenvolvimento de gases. Se já lida com a indigestão, tente por favor não adicionar gases estomacais à mistura 🙂

Evite os alimentos gatilho

Pimenta Caiena

Alguns alimentos podem provocar azia ou indigestão. Tente evitá-los ao máximo:

  • Picantes
  • Cafeína
  • Gorduras, fritos
  • Álcool
  • Frutas cítricas (frutas ácidas)
  • Cebola crua
  • Alho
  • Hortelã-pimenta

Os sintomas persistem? Tente outros remédios naturais

Amêndoas

Assim como há alimentos que podem desencadear a dispepsia, existem outros que podem proporcionar o alívio dos sintomas. Abaixo listamos alguns que pode tentar:

Amêndoas: Ricos em cálcio e maravilhosas para fortalecer o estômago.

Mamão: O Mamão maduro pode aliviar os sintomas de azia e dispepsia. Nota: Evite o mamão não maduro ou verde, pois pode causar contrações uterinas e, consequentemente, o aborto. Também pode perguntar ao médico ou ginecologista se existe benefícios em realizar a ingestão de enzimas de papaia (Papaína) mastigáveis.

Leite morno com mel: Reconfortante e calmante, um copo de leite quente com mel pode oferecer o alívio necessário. Infelizmente, nem todas as mulheres têm sorte com a ingestão de laticínios – por vezes pode piorar os sintomas.

A indigestão pode prejudicar o bebê?

NÃO. Na verdade, a digestão mais lenta é normalmente mais benéfica para o bebê porque dá ao corpo mais tempo para passar os nutrientes para a placenta.

Descubra os melhores Remédios Caseiros para Indigestão

Referências

1 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
2 https://www.pregnancybirthbaby.org.au/
3 https://www.cdc.gov/
4 https://www.nhs.uk/
5 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
6 https://www.uofmhealth.org/
7 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
8 http://www.pchrd.dost.gov.ph/
9 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
10 https://www.uofmhealth.org/
11 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
12 https://www.health.harvard.edu/
13 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
14 https://www.nhs.uk/
15 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
16 https://www.aarp.org/