10 Remédios Caseiros para Infecção Vaginal por Fungos Candida Albicans: O que você pode fazer

A infecção fúngica vaginal (candidíase vaginal) é causada pelo crescimento excessivo de um fungo que vive naturalmente na vagina, chamado Candida albicans.

Este excesso de crescimento desencadeia irritação, inflamação, prurido (coceira) e corrimento doloroso.

A maioria das mulheres padece de uma infecção fúngica em algum momento das suas vidas.

Se esta é a primeira vez que experimenta os sintomas de uma infecção fúngica, deve visitar o ginecologista para verificar se realmente possui uma infecção por fungos vaginais.

No entanto, se sofrer infecções fúngicas recorrentes ou simplesmente não pretende seguir a rota de prescrição com um creme antifúngico, existem outras alternativas naturais para tratar uma infecção vaginal provocada por fungos.

Alguns dos remédios descritos abaixo usam ingredientes que poderá já ter em casa.

A sua eficácia varia e as evidências do seu sucesso são sobretudo anedóticas.

Continue a ler o artigo para descobrir alguns remédios caseiros bem populares para tratar as infecções fúngicas, eliminar o mau odor, e as Bactérias da Vagina.

10 Remédios Caseiros Para Infecção Vaginal Por Fungos

Iogurte grego

Um artigo de revisão publicado no Journal of Antimicrobial Chemotherapy descobriu que alguns probióticos podem ser eficazes contra o fungo diplóide Candida albicans.

O iogurte pode ser considerado um probiótico uma vez que contém bactérias vivas, como o Lactobacillus acidophilus.

Essas bactérias são essenciais para a criação de um ambiente saudável na vagina.

Elas podem ajudar a minimizar o crescimento excessivo provocado por um desequilíbrio.

O iogurte grego natural é o melhor tipo de iogurte a utilizar neste remédio caseiro.

Certifique-se de que o iogurte não contém açúcar adicionado, o que alimenta o crescimento do fungo Candida.

Ácido bórico

O ácido bórico é um poderoso antissético que algumas mulheres afirmam ser útil para tratar as infecções fúngicas resistentes a outros remédios e medicamentos.

De acordo com um estudo realizado 2009, a aplicação tópica do ácido bórico mostrou resultados encorajadores no tratamento das infecções vaginais.

Alguns websites de saúde afirmam que os supositórios vaginais de ácido bórico também podem ser eficazes no tratamento de infecções vaginais por fungos.

O ácido bórico é tóxico em grandes quantidades. Isto pode conduzir a lesões nos rins, a falências agudas do sistema circulatório ou à morte, se você absorver uma quantidade suficiente.

Para evitar tais desfechos, não utilize o ácido bórico na pele lesionada e não o tome por via oral.

O que Procura?
Como se Livrar da Descamação da Pele nos Pés

Se estiver grávida, não deve utilizar o ácido bórico de forma alguma.

Misture sempre o ácido bórico com água, antes de aplicá-lo na vagina ou na região da vulva.

Óleo essencial de orégano

óleo Essencial De Orégano

O orégão comum, ou Origanum marjoram, é o que normalmente costumamos encontrar na seção de especiarias do supermercado.

No entanto, o óleo de orégano utilizado para tratar as infecções fúngicas não é do mesmo tipo/espécie.

Procure por um óleo de orégano feito a partir orégãos selvagens, conhecidos cientificamente como Origanum vulgare.

Este óleo extraordinário contém timol e carvacrol, dois poderosos agentes antifúngicos.

Um estudo publicado na revista Molecular and Cellular Biochemistry descobriu que o óleo de oréganos selvagens poderá parar ou reduzir o crescimento de Candida albicans, dependendo da dosagem utilizada.

O óleo de orégãos é um anticoagulante natural, portanto, não o utilize se estiver a tomar anticoagulantes para tratar outros problemas de saúde.

Também não poderá utilizá-lo se sofrer de problemas da coagulação sanguínea, como é o exemplo da deficiência de vitamina K.

Os óleos essenciais não devem ser tomados por via oral.

Eles devem ser inalados como uma parte da aromaterapia.

Enquanto alguns estudos vão analisando outras formas de utilizar os óleos essenciais de orégano, neste momento é recomendado o seu uso diluído em óleos transportadores (carreadores), como o óleo de oliva (azeite) ou o óleo de amêndoas doces.

Misture três a cinco gotas de óleo essencial por cada onça de óleo transportador.

De seguida, aplique-o sobre a pele através de massagem ou inspire-o através de um difusor.

Não aplique óleos essenciais perto da sua vagina.

Conheça ou usos incríveis do Óleo de Orégano, um Antibiótico 100% Natural

Supositórios probióticos e suplementos

Supositórios Probióticos E Suplementos

Os probióticos ajudam a restaurar o equilíbrio bactérias-fungos em todo o corpo.

Se iniciar a toma de probióticos orais que contenham estirpes da bactéria Lactobacillus acidophilus, pode voltar a equilibrar o seu trato digestivo e a sua flora vaginal.

Os suplementos orais demoram cerca de 10 dias a atingir o efeito total, de modo que algumas mulheres utilizam probióticos em forma de supositórios vaginais para conseguirem obter resultados mais rápidos.

Os supositórios probióticos também se mostraram eficazes no tratamento da vaginose, de acordo com a Harvard Health.

Óleo de coco

óleo De Coco

O óleo de coco é um óleo gordo derivado da polpa do coco.

O óleo tem muitos benefícios para a saúde, incluindo propriedades antifúngicas.

Estudos demonstraram que o óleo de coco é eficaz contra a espécie Candida albicans, tornando-o um dos remédios caseiros com maiores evidências de que realmente funciona.

O que Procura?
Tratamento Natural para Distimia

Para tratar a infecção fúngica vaginal com o óleo de coco certifique-se de comprar sempre óleo de coco puro e orgânico.

Pode aplicar o óleo diretamente na área afetada.

Óleo essencial da árvore de chá

Óleo Essencial Da árvore Do Chá

O óleo da árvore de chá (Melaleuca alternifolia) é um óleo essencial usado para eliminar fungos, bactérias e vírus.

Um estudo mostrou que um supositório vaginal contendo óleo da árvore de chá pode ajudar a tratar as infecções vaginais.

Também se acredita que o óleo da árvore de chá ajuda a manter um equilíbrio saudável da flora vaginal.

O óleo da árvore do chá é incrivelmente forte.

Certifique-se de diluí-lo com um óleo transportador (carreador), como o óleo de jojoba ou o óleo de coco, se for utilizá-lo como um supositório vaginal.

Use o óleo apenas de vez em quando e nunca o engula!

Pode comprar óleo da árvore de chá em sites online e em alguns supermercados ou lojas de produtos naturais.

Vinagre de cidra de maçã

Vinagre De Maçã

Um remédio bastante popular para tratar as infecções fúngicas é realizar um banho de vinagre de cidra de maçã.

O vinagre oferece muitos usos medicinais, alguns cientificamente mais comprovados que outros.

Quando você adiciona meia chávena de vinagre de cidra de maçã a uma banheira morna e mergulha nela durante 20 minutos, o componente ácido do vinagre irá supostamente eliminar todos os microorganismos nocivos.

Um banho de vinagre não é o mesmo que uma ducha vaginal, que visa remover todas as bactérias (boas e más) da sua vagina, deixando-a mais propensa à recorrência de uma infecção fúngica.

Alho

Alho

Um estudo laboratorial verificou que o alho é um assassino efetivo do fungo Candida.

No entanto, existe alguma discussão em torno da sua eficácia em tratar infecções fúngicas fora do ambiente laboratorial.

Se pretender testar este bolbo maravilhoso para tratar uma infecção na vagina resultante de fungos, basta adicionar mais alho à sua dieta.

Alguns websites recomendam a introdução de um dente de alho na vagina, no entanto foram relatados casos de queimaduras e dor significativas na vagina.

Peróxido de hidrogénio

De acordo com alguns estudos laboratoriais, o peróxido de hidrogénio é um antissético antibacteriano e antifúngico.

Embora não funcione em todas as espécies de fungos, algumas mulheres “juram” que a utilização tópica de peróxido de hidrogénio foi eficaz no tratamento de infecções vaginais por fungos.

Certifique-se de diluir o peróxido de hidrogénio antes de aplicá-lo nos órgãos genitais e não o utilize por mais de cinco dias seguidos.

O que Procura?
43 Tratamentos Caseiros para Combater a Flacidez do Rosto e Pescoço Naturalmente de Forma Rápida

Vitamina C

A vitamina C é um estimulador do sistema imunitário.

Um sistema imunitário forte permite que o corpo regresse ao equilíbrio.

A vitamina C (também chamada de ácido ascórbico) tem componentes antimicrobianos, quando destilada na forma de comprimidos, razão pela qual algumas mulheres a utilizam para matar os fungos de Candida que apresentam crescimento excessivo.

Como muitos outros remédios caseiros, usar um supositório de comprimidos de vitamina C pode queimar a pele sensível da vagina.

Em vez disso, tente aumentar a ingestão de vitamina C para estimular a capacidade do corpo em vencer a infecção fúngica.

O que esperar

A maioria dos remédios caseiros provoca alívio dos sintomas dentro de alguns dias. Alguns podem demorar até uma semana.

Contacte o médico a qualquer momento, se os seus sintomas piorarem ou se novos sintomas surgirem, durante o tratamento.

Fale também com o médico se tiver uma irritação persistente que não seja sintoma de infecção fúngica.

Se a infecção desaparecer com o tratamento, mas voltar a surgir, entre em contato com o médico para obter mais conselhos, uma vez que poderá necessitar de um tratamento de prescrição mais forte.

Prevenir infecções fúngicas vaginais

Siga as seguintes dicas para prevenir futuras infecções fúngicas na vagina:

Reduza a quantidade de açúcar e alimentos processados que consome. Os fungos prosperam em ambientes açucarados.

Use roupas íntimas largas, feitas de algodão.

Não fique muito tempo com roupas molhadas ou roupas de banho. Os fungos crescem em ambientes quentes e húmidos.

Utilize antibióticos apenas quando esses forem realmente necessários.

Não realize duchas vaginais, a menos que seja aconselhada pelo médico, e evite sprays desodorantes vaginais e loções vaginais perfumadas.

Todos estes podem alterar o equilíbrio entre as bactérias boas e os fungos presentes na sua vagina.

Leve consigo

Os remédios caseiros podem ou não ser eficazes no tratamento da sua infecção fúngica.

Se utilizar ervas, plantas, suplementos ou óleos essenciais, esteja consciente de que a Food and Drug Administration não faz o controlo da sua segurança, pureza e qualidade.

Compre sempre produtos de fontes/empresas/marcas respeitáveis.

A eficácia de cada remédio caseiro varia de acordo com a pessoa, a gravidade da infecção e a qualidade do tratamento utilizado.

Tenha sempre em mente que qualquer produto, seja ele natural ou artificial, pode irritar a pele sensível da vagina.

Deverá parar imediatamente de utilizar o remédio e ligar para o seu médico, se sentir alguma irritação ou desconforto vaginal.

Continua » 10 Tratamentos Caseiros Impressionantes para a Candidíase Vaginal

Referências

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26235937
http://jac.oxfordjournals.org/
http://healthcenter.ucsc.edu/
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11855736
http://www.mayoclinic.org/
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17651080
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19704395
http://www.hindawi.com/
http://www.womenshealth.gov/

15. setembro 2017 by Rui

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *