Retomar a Actividade Fisica depois de uma paragem forçada - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Retomar a Actividade Fisica depois de uma paragem forçada

Passado quanto tempo é que se pode retomar a actividade fisica desportiva, sem perigo, depois de uma paragem forçada? Eis aqui os períodos de repouso recomendados em algumas das situações mais comuns.

Recomeçar o jogging, a ginástica ou o ténis depois da gravidez, uma distensão muscular ou uma fractura da perna é possível – na condição, claro, de se respeitarem os prazos necessários para a cicatrização dos tecidos, dos ossos ou dos ligamentos.

A retoma de uma actividade fisica desportiva nas condições ideais depende das eventuais sequelas, da assiduidade às sessões de reeducação e, ainda, da vontade e da motivação de cada pessoa. E pode ser precisa muita paciência para reaprender os movimentos correctos.

Depois de uma lombalgia

Período de espera: uma semana. Quem tem tendência para estas “dores de rins” vive com medo de fazer movimentos em falso, que possam desencadear uma crise dolorosa. E é natural que receie voltar ao ginásio, depois de um acidente desta natureza.

Claro que, inicialmente, terá de manter as vértebras lombares em repouso total; mas pode retomar a sua actividade física cerca de uma semana depois de superar a crise. A menos que se trate de um desporto particularmente contra indicado – como o ténis e outras modalidades “assimétricas”.

O conselho do especialista
Convém aprender a não dobrar as costas ao levantar pesos, no dia-a-dia, a fim de a prevenir o reaparecimento das dores. O judo é muito aconselhável, porque se trata de um dos desportos que melhor ensina a controlar o corpo.

Depois de uma entorse

Período de espera: 10 dias. Há vários tipos de entorse. As lesões simples não correspondem a uma rotura mas, simplesmente, a uma distensão do ligamento. Neste caso, pode-se retomar a actividade desportiva uns dez dias mais tarde. Se, pelo contrário, se tratar de uma entorse grave, acompanhada da rotura de ligamentos, será melhor esperar cerca de três meses, durante os quais poderá ter de fazer uma reeducação. Esta tem por objectivo não só devolver a motricidade e amplitude normais à articulação, mas também restituir-lhe a sensibilidade.

O conselho do especialista
Inicialmente, opte por uma actividade em que o peso do corpo não seja importante, como a bicicleta ou a natação. Se os movimentos ainda forem dolorosos, espere mais uma semana.

Depois de uma distensão muscular

Período de espera: 3 semanas. Esticou demasiado a corda ou, melhor dizendo, as fibras de determinados músculos? Não insista, porque só vai expor esse grupo de músculos a uma rotura. O melhor é oferecer-se um período de repouso total de três semanas.

Recomece então, mas com muita prudência, a sua actividade favorita, tendo o cuidado de fazer sempre um pré-aquecimento prolongado ao músculo lesionado.

O conselho do especialista
Se existir uma contusão, impõem-se duas ou três semanas de repouso suplementar: as fibras musculares esmagadas terão de se consolidar antes de voltar ao activo.

Depois de uma tendinite

Período de espera: 2 a 3 meses. Os jogadores de ténis conhecem bem esta dor aguda, provocada pela reacção inflamatória de um tendão no seu ponto de inserção no músculo, que se manifesta muitas vezes em repouso. É uma dor caprichosa: aparece e desaparece, tornando-se muitas vezes crónica. Se tiver um braço afectado, recomenda-se a fisioterapia, por tempo a determinar pelo especialista que a assistir. No caso de se tratar do tendão de Aquiles (situado entre a barriga da perna e o calcanhar), conte com cerca de dois meses.

O conselho do especialista
O repouso é essencial, mas as condições da retoma desempenham um papel fundamental. Para evitar recidivas da tendinite poderá ser necessário evitar certos movimentos inadequados, como por exemplo modificar a forma como segura a raquete ou como faz a recepção da bola.

Depois de uma rotura muscular

Período de espera: 3 meses. Verdadeira obsessão para os desportistas de alta competição, este acidente pode também ocorrer em amadores muito activos. Consiste na rotura de algumas fibras musculares, geralmente no decorrer de um esforço, e traduz-se por uma dor muito intensa. Muito excepcionalmente, essas roturas podem ser operadas. A cura é normalmente espontânea, mas lenta, porque é preciso esperar que as fibras musculares se voltem a soldar perfeitamente. Não se pode falar de restabelecimento total em menos de três meses.

O conselho do especialista
Não ceda à tentação de retomar a sua actividade física por volta da quarta ou quinta semana – momento que marca o fim da primeira etapa da recuperação do músculo – porque se expõe a uma recidiva.

Depois de uma fratura óssea

Período de espera: 3 a 6 meses. Não há provas de que a toma diária de cálcio acelere a cicatrização óssea em caso de fractura óssea. Após ter recolocado o osso na posição correcta, só resta esperar, em imobilidade, que os tecidos se voltem a soldar. Por exemplo, uma fratura da tíbia exige três a quatro meses de imobilização seguidos de mais dois de reeducação. Poderá retomar a actividade física, em princípio, seis a sete meses após a fractura.

O conselho do especialista
No plano psicológico, os acidentes ocorridos durante as práticas desportivas são menos traumáticos do que quando se devem a uma simples fatalidade. No entanto, se o medo de novos acidentes o impedir de reiniciar o seu desporto de eleição, peça auxílio ao seu médico para ultrapassar este obstáculo.

Depois de uma operação ao joelho

Período de espera: 6 semanas a 10 meses. Caso se trate de uma ablação do menisco, nem sempre é necessário fazer reeducação. Pode retomar o desporto cerca de seis semanas após a operação, desde que o faça progressivamente e sem forçar. Já no caso de uma operação destinada a reparar os ligamentos do joelho, pode contar com uns bons dez meses de repouso antes de dar os primeiros passos.

O conselho do especialista
Após a cirurgia dos ligamentos, é muito importante efectuar todas as sessões de reeducação prescritas pelo especialista. O objectivo deste trabalho é mobilizar correctamente a articulação, mas também recuperar uma sensibilidade normal.

Depois do Parto

Parto normal

Antes de retomar a prática desportiva na sequência de um parto normal, há que aguardar o restabelecimento do ciclo menstrual, o que ocorre, geralmente, passados dois meses. Não inicie nenhuma actividade sem antes falar com o seu médico. Em princípio, o ideal é começar pela chamada ginástica pós-parto.

Esta inclui uma série de exercícios específicos para que o corpo recupere do esforço a que foi submetido durante a gravidez e o parto – com especial incidência na reeducação da musculatura do períneo, que é o suporte natural dos órgãos femininos. Só depois deste trabalho poderá voltar a fazer a sua ginástica de sempre, nomeadamente os exercícios abdominais, sem risco de perdas de urina.

Se não conhecer nenhum ginásio que disponha desta modalidade, informe-se no hospital onde deu à luz ou junto do médico que a acompanhou.

O conselho do ginecologista:
A natação é o único desporto compatível com a reeducação pós-natal, porque exerce pouca pressão sobre o períneo. Não deve iniciar-se enquanto os tecidos não estiverem bem cicatrizados, para evitar riscos de infecções.

Cesariana

Se foi feita uma incisão horizontal o intervalo a respeitar é o mesmo do parto natural, ou seja, cerca de dois meses. Em se tratando de uma segunda cesariana, ou de uma incisão vertical, será necessário esperar mais seis ou oito semanas, porque o útero está mais fragilizado devido às cicatrizes. Convém evitar os desportos violentos, em que seja preciso saltar, por exemplo. Também nestes casos é indispensável proceder a uma reeducação do períneo, porque, mesmo não tendo sido solicitado durante o parto, suportou o peso do útero durante os nove meses da gravidez.

O conselho do ginecologista:
Em caso de incisão transrectal com corte de músculos abdominais, a cicatrização pode
ser problemática. Certifique-se de que está nas mãos de um “ás do bisturi”.

Devagar se vai ao longe.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade