Rio Minho

Ao longo do rio Minho descobres um norte acolhedor, com vilas pitorescas, castelos, pontes romanas e campos verdejantes de perder de vista.

Vila Nova de Cerveira

Começas a descobrir estas terras por Vila Nova de Cerveira. Situada junto à margem esquerda do rio Minho, Vila Nova de Cerveira oferece-te uma vista privilegiada sobre a ilha dos amores que emerge diante, em pleno leito. Criada por D. Dinis, esta vila ainda conserva casas do século XVII e XVIII que se encaixam para formar algumas das suas estreitas ruas. E, para além de uma caminhada por entre o casario antigo, porque não uma espreitada à Casa da Anta? É que para além de hotel, também funciona como Centro Cultural, onde poderás encontrar no bar algumas exposições provisórias de artistas da terra. E se tiveres oportunidade de fazer o gosto ao garfo, não te esqueças de provar o Arroz de Sável ou a Taínha no Forno, que aqui se fazem como ninguém.

Valença e Tuy

Vila com um historial impressionante na defesa de Portugal, não foram poucas as vezes que Valença foi invadida por outros exércitos. Por aqui passaram árabes, asturoleoneses e também tropas napoleónicas aquando das invasões francesas. E este assédio justificou-se, pois estando junto à fronteira, a vila tinha grande importância estratégica.

Hoje, parece tudo arranjadinho e nem te apercebes que aquelas muralhas foram rebentadas e consertadas vezes sem conta. Estão tão bem integradas que dá a impressão que sempre existiram ali para proteger o centro histórico.

Aqui, onde apetece sempre andar a pé, podes começar a ronda pelos principais marcos militares, como o Monumento ao Soldado Desconhecido, as Portas da Coroada ou também as Portas do Sol e claro, a própria muralha. Andando, vais encontrar algumas igrejas e museus para completares a ronda. Fora muros, tens à tua disposição o rio Minho, e na margem oposta a Valença, Tuy, a primeira cidade espanhola, ou galega se preferires. Podes apanhar o ferry boat, o combóio ou então, simplesmente cruzar a ponte de carro.

Tuy, também é uma cidade fronteiriça onde para além do castelo, encontras um centro histórico simpático no qual poderás fazer algumas compras, ou, se visitares de noite, sentir o ambiente de copas.

Para norte, contra o rio

Para norte, segues para Monção acompanhando o curso do rio Minho por entre uma paisagem verdejante. São cerca de 20 quilómetros num passeio agradável, que até se aconselha a fazer de bicicleta, se o tempo assim o permitir. Não te será difícil avistar alguma das inúmeras quintas onde se cultivam uvas brancas, a partir das quais se faz o famoso vinho verde, tão típico do Minho.

Quando chegares a Monção irás descobrir uma vila pequena, que para além da Fortaleza e da Igreja Matriz, tem para te oferecer a festa da Coca, no dia de Corpo de Deus. Nessa altura, fica engalanado o centro histórico para assistir ao combate entre o Bem e o Mal, ou seja, São Jorge montado a cavalo contra o Dragão, (a coca) que sai sempre derrotado. É da tradição.

Minho verde

Continuando a viajar, segues o rio para norte, até chegares a Melgaço, a última vila antes de penetrares no fabuloso Parque Nacional da Peneda-Gerês. Por entre vestígios romanos como pontes e vias, uma arquitectura castreja e religiosa, as casas solarengas ou as praias fluviais, aqui vais encontrar um dos retratos mais pitorescos do Minho.

E para estares em contacto com a natureza, aproveita a proximidade do local e dá uma saltada à parte norte da Serra da Peneda, sobe até à aldeia como o mesmo nome e visita também o santuário. No meio do verde da natureza, até apetecem mais as caminhadas ou os piqueniques.

Porém, se fores na altura do Inverno, é de aproveitar para comer a Lampreia, também conhecida como “flauta dos sete olhos”. Boa música.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:12 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)