Sangramento Retal - Causas, tratamento, exames e sintomas
Fotos Antes e Depois

Sangramento Retal

O sangramento retal, hemorragia retal, rectorragia  ou hemorragia digestiva baixa é o nome que se aplica à perda de sangue pelo ânus.

A hemorragia digestiva baixa pode ter origem em qualquer local do intestino grosso, no recto ou no ânus, e manifesta-se pela saída de sangue (sangue vivo ou parcialmente digerido) pelo ânus, em quantidade variável, acompanhando ou não as fezes.

Causas do sangramento anal

Há várias origens possíveis para a hemorragia: Certas doenças anais, como fissuras ou hemorróidas, podem causar perdas de sangue. No recto e no cólon podem existir tumores benignos ou malignos que se manifestem também por hemorragia.

Pode haver inflamação da mucosa intestinal ou anomalias dos vasos sanguíneos da parede intestinal que sejam igualmente causa de perdas de sangue. Alguns medicamentos podem provocar ou agravar este tipo de hemorragias.

Sinais e sintomas

Poderá aperceber-se da saída de sangue vermelho-vivo do recto, ao detectar sangue no papel higiénico ou uma coloração rosada na água do autoclismo, depois de evacuar. As fezes podem estar ensanguentadas, com manchas negras ou avermelhadas.

Se estiver a perder grandes quantidades de sangue em pouco tempo pode suceder que sinta tonturas, atordoamento ou que, inclusivamente, desmaie.

Em casos de perdas frequentes de sangue pode desenvolver-se uma anemia ao fim de algum tempo.

» Saiba O Que Causa Sangramento Após a Relação Sexual

Diagnóstico

Qualquer pessoa com sangramento retal deve ser avaliada por um médico. Esta avaliação inclui a medição da tensão arterial e da frequência do pulso (contagem dos batimentos cardíacos), indispensável nos casos de hemorragias muito importantes.

Nesse caso colocar-lhe-ão uma braçadeira no braço ligada a um aparelho que indicará a tensão arterial. Poderá ter que colher sangue para análises, o qual é retirado a partir de uma veia da mão ou do braço.

Será depois analisado para ver de que forma é que o seu organismo está a reagir à doença. Alguns exames necessários para esclarecer a origem do problema são:

Anuscopia

Este exame permite que o médico observe o interior do ânus. O ânus é o orifício através do qual as fezes são expelidas.

Coloca-se vaselina num curto tubo de plástico ou metal que é, depois, delicadamente empurrado pelo ânus. Pode-se assim avaliar o interior do ânus e detectar se está aí a origem da hemorragia.

Fibrossigmoidoscopia

Este exame investiga as zonas do intestino designadas por sigmóide e recto. Um tubo flexível munido de iluminação adequada é delicadamente introduzido pelo ânus até atingir a zona pretendida.

O médico pode, assim, observar o interior da sigmóide e do recto para descobrir a causa do problema.

Colonoscopia

Este exame permite observar todo o cólon (intestino grosso). Um tubo flexível com iluminação apropriada é introduzido pelo ânus, percorrendo todo o intestino grosso.

Este exame obriga a uma preparação intestinal prévia e frequentemente é realizado após se ter administrado medicação com efeito sedativo. O médico pode assim observar o interior do cólon para descobrir a causa do problema.

Conheça 8 Remédios Caseiros para o Câncer de Cólon

Cuidados a ter

Consulte um médico em caso de perdas de sangue pelo ânus, seja sangue vivo ou sangue digerido, mesmo se tiver sido em pequena quantidade.

Verifique se as perdas são frequentes, se o sangue se acompanha de fezes ou se vem misturado com elas. Se tiver uma hemorragia não tome medicamentos sem indicação médica.

Se sentir tonturas, sensação de desfalecimento ou alterações da consciência deverá solicitar transporte urgente para um Serviço hospitalar.

Riscos e Complicações

A hemorragia pode ser muito abundante e, como tal, pode pôr em risco a vida. Por outro lado uma hemorragia em pequena quantidade pode ser o único sinal de um tumor do intestino, e necessita de investigação apropriada.

Não se deve atribuir uma perda de sangue intestinal a hemorróidas sem terem sido feitos os exames adequados.

Tratamento para sangramento retal

O médico terá de descobrir, primeiro, a causa da hemorragia. Se a hemorragia for provocada por uma infecção, terá de tomar antibióticos. Estes eliminarão as bactérias que causam a infecção.

Se tiver perdido muito sangue, é possível que lhe administrem líquidos ou transfusões de sangue. Se um pólipo estiver na origem da sua hemorragia, provavelmente terá que o remover ; muitas vezes isto (polipectomia) pode ser feito través da colonoscopia.

Em alguns casos será necessário recorrer à cirurgia. Se as hemorróidas forem a causa das perdas, há alguns tratamentos que poderão resolver o problema na altura em que é feito o diagnóstico através da anuscopia; se o problema persistir, pode ser precisa uma cirurgia.

Transfusão de sangue

Poderá necessitar de transfusão de sangue se a contagem dos seus glóbulos vermelhos for muito baixa (anemia). Se a perda de sangue foi muito abundante, esta transfusão deverá ser feita com urgência.

» Saiba tudo sobre Sangramento Vaginal Pós-Parto? Quanto Tempo Dura? É Normal?

Atualizado em 13 Janeiro 2018

One Comment

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *


  1. oi meu nome é priscila tenho 20 anos e vou fazer um exame de enterorragia….como é feito este exame….estou com medo….

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade

Isensão de Responsabilidade: A nossa plataforma foi criada com o objetivo de facilitar o acesso a informação de valor "Saúde com Ciência", baseada em estudos científicos. Tudo o que publicamos tem uma base científica. No entanto, nenhuma das publicações têm o objetivo de servir como diagnóstico, sendo sempre indicada consulta médica. O mesmo se refere a tratamentos, clínicas, suplementos e medicamentos indicados. A indicação, dosagem, e forma de uso é apenas ilustrativa, não estando indicada a automedicação ou suplementação sem antes haver indicação médica profissional. O mesmo se refere aos preços dos produtos por vezes indicados. Esses valores são baseados no ano de 2018 e servem apenas como informação auxiliar, não estando a nossa plataforma de nenhuma forma a ligada a essas empresas.