Silves

De Silves à Fóia – Para além da praia que já toda a gente conhece, a norte de Portimão existe outro Algarve interior, com castelos e serras, e cheio de propostas interessantes.

Silves

Foi das cidades algarvias que mais se modernizou nos últimos anos, apostando fortemente na dinâmica cultural. Tem a vantagem de não ser muito grande, por isso podes visitá-la bem a pé. Começas pelo castelo, um daqueles locais imperdíveis, românticos, onde é fácil encontrares o típico parzinho de mãos dadas a passear. E por incrível que pareça, este monumento de ar pacato, para além das guerras que enfrentou, também chegou a ser uma prisão de mulheres. Visto de fora, fica mais bonito à noite quando as suas muralhas se iluminam baixo o foco intenso dos holofotes. De dia, é fácil encontares alguns turistas principalmente concentrados junto à entrada para comprarem postais e outras lembranças da terra.

Mas Silves tem mais para ver. Um pouco mais abaixo, dás de caras com a Sé Catedral que é só a mais importante construção gótica do Algarve. Depois, para relaxares um pouco de tantos monumentos, podes fazer uma paragem no Café do Inglês, o bar mais cool da cidade. Desde a esplanada junto à escadaria em frente à Sé até ao terraço, escolhes o local mais indicado para ficares a apanhar o fresco do fim de tarde.

Quando a noite chega, é tempo de desceres até à Fábrica do Inglês, onde para além do magnífico museu da cortiça, encontras uma animação sem igual nos meses de Verão, que vai desde a música ao vivo aos espectáculos de magia. Nos restantes meses do anos, terás que te contentar com o prémio de consolação, o show de raio laser. Nada mau!

Monchique, Fóia à vista

Foi uma vila que se notabilizou pelas termas já nas primeiras décadas do século XX, quando o interesse do Algarve ainda não estava na praia. E nessa época, até aqui havia um casino. A vila de Monchique, localizada mesmo no meio da serra, possui um centro agradável com algumas esplanadas junto ao jardim onde poderás passar alguns momentos agradáveis. Porém, será sempre conveniente dares uma saltada até às Caldas, mas não necessitas sequer de fazer nenhum tratamento. Renovado há pouco tempo, este complexo voltou a ter vida própria com alguma animação cultural, bares, restaurantes e lojas. Durante o dia vais encontrar uma pequena multidão que para alí anda, uns a passear e a comprar e os aquistas, (é assim que se chamam) a caminho do balneário termal.

Fóia, com o Algarve aos teus pés

Provavelmente já tinhas ouvido falar daquele que é considerado unanimemente como sendo o ponto mais elevado do sul de Portugal. E de facto, a Foia é daqueles locais que merece uma visita, pois no alto dos 905 metros de altitude, oferece-te uma visão sem igual do Algarve. Em dias de céu pouco nublado vês mesmo para além de Faro.

O passeio é engraçado e poderás fazê-lo de carro ou mesmo a pé. Se optares por esta última escolha, lembra-te apenas que são oito quilómetros desde Monchique. Convém subir devagar pois o esforço desgasta, e não te esqueceres da pequena mochila que dá sempre jeito. É que para além das garrafas de água, uma ou outra bucha para ir matando a fome nunca é demais.

Quando atingires o topo verás que, de facto, a visão é magnífica e que apesar de ter custado tanto a subir, não foi em vão. E assim acaba esta viagem pelo Algarve dos castelos e serras. Até à próxima!

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:12 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)