Síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada

O síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada é uma panuveíte bilateral granulomatosa associada a descolamento seroso da retina neurossensorial, que se acompanha frequentemente de manifestações extra-oculares. A patogénese deste síndrome é desconhecida, embora estudos histopatológicos e imunológicos sugiram a presença de uma reacção auto-imune a melanócitos.

Síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada: caso clínico

HELENA CRISTINA ALMEIDA, JOSÉ GUILHERME MONTEIRO
Serviço de Oftalmologia do Hospital Pedro Hispano, Matosinhos

Apresenta-se o caso de uma doente do sexo feminino, 49 anos, raça caucasiana, que iniciou subitamente um quadro de fotofobia, dor orbitária e occipital intensa e lacrimejo a que se seguiu uma diminuição bilateral da acuidade visual (1/10 ODE).

Na fundoscopia, observou-se descolamento seroso bilateral da retina neurossensorial peripapilar com progressão para a periferia e atingimento da mácula, associado a edema do disco óptico. Não apresentava quaisquer sinais inflamatórios a nível do segmento anterior ou vítreo.

Após realização de angiografia fluoresceínica, onde se observaram áreas de hipoperfusão coroideia com numerosos pontos hiperfluorescentes com difusão de contraste para o espaço subretiniano, foi proposto o diagnóstico de Síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada.

Foi medicada com metilprednisolona endovenosa (pulsos de 500 mg/dia) seguida de prednisolona oral 1 mg/kg/dia que manteve durante 4 meses. A doente recuperou progressivamente a sua acuidade visual, apresentando visões de 10/10 ao fim de 2 meses de tratamento.

Até à data, a doente não teve recidiva da sua doença.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça uma Pergunta ou Comentário
Esta matéria tem 27 Comentários
  1. Jerry Reply

    Olá!

    Passei por todos sintomas da VKH desde início de agosto. Melhorei minha visão muito com uso de corticóides oral, hoje com 90℅. Agora vou começar o tratamento com Pulsoterapia. Quem puder falar um pouco sobre o tratamento, se curou, ou como tá ou compartilhar conhecimento, aí vai meu e-mail: [email protected]

  2. Stéfani Reply

    Olá! Fui diagnosticada com a Síndrome de Harada no final do mês de junho desse ano.

    Comecei o tratamento com altas doses de corticóide e felizmente vejo muitas melhoras, minha visão voltou quase que por completa.

    Desde então tento retirar o remédio aos poucos, quando cheguei na dose mais baixa, a inflamação voltou e tive que aumentar a dose novamente.

    Estou há quase 4 meses fazendo tratamento, espero que dessa vez consiga parar com a medicação.

    Só quem passa por isso entende o quão complicado é lidar com essa doença.

  3. Priscila Beatriz Dama Reply

    Eu tenho essa doença faz 1 ano e meio que estou em tratamento, faço pulsoterapia e tomo ciclosporina, ainda faltam 1 ano de tratamento, perdi a visão do olho esquerdo e 90% do direito, tenho fé que deus vai me ajudar.

  4. Célia ribeiro Reply

    Boa tarde, tive a Síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada em 2009, a princípio fui diagnosticada com conjuntivite.

    Sofri um mês com a falta de informação dos médicos da Sta Casa de Bh, até que deitei no sábado para descansar e acordei na manhã de domingo dia 24/07/09 com o rosto totalmente paralisado, o lado esquerdo do corpo também, tentei levantar da cama e caí, já estava cega, surda e muda.

    Minha mãe ao me ver entrou em desespero. Passei em vários médicos e recebi diversos “diagnósticos” (hiv, aborto mal sucedido, câncer, loucura, macumba), sentia muita dor.

    Fiquei 3 meses internada, tive meningite, tuberculose no cérebro, dei duas paradas cardíacas, passei por 4 internações em 5 hospitais diferentes, até que um anjo suspeitou da SVKH e ao fazer os exames chegaram a conclusão.

    Fiz pulsoterapia, tomei corticoides e uso azatioprina a 7 anos.

    Tento levar uma vida normal hoje em dia, minha acuidade visual diminuiu muito, tenho fotofobia forte, sinto tontura, uso óculos e algumas limitações mas nada que me tira a vontade de viver.

    Gostaria de saber mais sobre a síndrome, já que onde faço o tratamento sou a primeira com a manifestação neurológica que tive.

    Abraços a todos.

    • [email protected] Reply

      Oii, minha mãe também é portadora desta sindrome. Também dormiu e acordou cega, os primeiros sintomas dela foram vômitos e enjoôs. Chegaram a dizer que era uma ressaca que ela havia bebido e o tempo todo ela afirmava que não tinha consumido alcool, um dos médicos disse que ela iria faleccer que era um cãncer que estava ‘comendo’ o cérebro dela, minha mãe perdeu a visão aos 38 anos hoje está com 51 e é a avó do Samuel que está com 3 meses. Não recuperou a visão porém é muito feliz. Achei perecida a história dela com a sua, um abraço Clara.

    • Cleide falcão mizobuchi Reply

      Oi sou portadora de Harada,fui diagnosticada há um ano e meio fui internada por dez dias fiz pulso terapia,tive uma boa melhora mas fiquei com cequelas não consigo ler mais q um parágrafo mesmo de óculos, sinto dor nos olhos, fadiga dor nos ouvidos tive paralisia facial esquerda e meus olhos lacrimejamento muito, tenho tontura e dor de cabeça, peço a Deus q ilumine um anjo pra q encontre a cura.hoje eu não consigo trabalhar mais,sou Cleide Falcão Mizoguchi moro em Álvares Machado interior de SP próximo a Presidente Prudente.

  5. Natália Reply

    Eu tive esse problema com 15 anos. Quando descobri eu já tinha perdido 60% da vista. Fiz tratamento intenso com ajuda de corticoide em altas doses e graças a Santa Luzia recuperei minha visão e não tive sequelas. Hoje, 9 anos depois, tive uma consulta de retorno e não tenho mais absolutamente nada. Eu fui curada, graças a um rápido diagnostico, e torço muito pra vocês que passam por isso…

  6. Clara Reply

    Oi, queria também deixar meu relato. Minha mãe como muitos aqui também sofreu da sindrome aos 37 anos começou passar mal muitas dores de estomâgo e vomito foi ao médico que nem se deu ao trabalho de olhar disse que aquilo era alguma recassa de final de semana e mandou voltar pra casa com alguns rémedios para nauseas. Passou dias, semanas e o vômito nao cessava não parava nada no estômago começaram então uma série de exames estomacais e nada absolutamente nada de errado foi encontrado. O tempo foi passando e ela emagrecia rapidamente, ai começaram tonturas, dores de cabeças que a faziam chorar, gritar de dor, até que em um dia ela veio a acordar sem enchergar lavou o rosto e nada, não via nada. Naquela época eu tinha nove anos, e mais dois irmaos um de 11 e outro de 15. Então minha vó levou ela no oftalmologista q colocou coliro e gase no olhos e mandou ficar assim, mais exames tomografias raio x tuuuudo que se possa imaginar, falaram que era meningite, hiv, um médico mandou ela se internar porque tinha enlouquecido, outro na véspera de natal mandou ela se despidir de todos e ir pro Clinicas em POA pois não iria resistir. Minha mãe se negou a ir disse que não iria morrer e ia passar o natal com os filhos. Ai surgiu um anjo que a encaminhou pra Santa Casa em POA, lá ela conheceu q Dr. Marcela que fez o diagnostigo da sindrome começou o tratamento com corticóide e a encaminhou para uma clinica em Santa Catarina. Ela inchou um pouco durante o tratamento, passoua enxergar vultos e as dores de cabeças eram mais raras. Hoje fazem 11 anos que minha mae convive com a sindrome, enxerga só vultos e não toma mais médicamentos já retomou seu peso normal e depois perder a visão se formou em administração, técnica em revelacao de raio x, informática, concluiu o ensino médio, faz parte do conselho pra pessoa com deficiencia, anda por tudo sozinha de bengala, vai á bailes dança, faz tudo como uma pessoa normal e não se deixou a bater com a doença, estava aqui procurando em sites alguma coisa algum tratamento, quem dera achar a cura , Meu nome é Clara, tenho 20 anos e a mãe mais incrivel do mundo.

  7. viviane telles Reply

    Olá, estou aqui novamente para levar esperança a quem tem essa síndrome. Estou quase 100%, com a graça de deus e Santa Luzia. Ainda tomo prednisona de 20mg e azatioprima de 150mg, esta vou tomar por um tempinho ainda….rsrsrsrs….Estou no segundo desmame da prednisona pq no primeiro a síndrome quis voltar.
    Estou ótima perto do que já passei a 8 meses atrás.
    Tenham fé. Tudo vai passar. Se quiserem, este é meu email: [email protected]
    Abraços

  8. tereza de lourdes da Rocha Reply

    sonia respondendo a tua pergunt nao querendo desanimar te mas a minha faz anos e todo ano da o surto agoa mas tres anos q nao baiXAVA A VISAO tomei o micofenolato dai criei imunidade so q agora quero peie de novo pra tomar so eles nao gostam q a gente pede a medicaçao so q preciso semman q vem tenho consulta vou tentar pefir so q tem q fazer o pedido pleo governo e uso continuo e uma caixa custava em 2010 859 reais nao sei se talves vce ja conheça esse remedio mas vamos ter fe em DEUS q ele vai conservar nossa visao ate os ultimos dias de nossas vidas um abraço se te ajudei me responda pele meu imail [email protected]

  9. tereza de lourdes da Rocha Reply

    descobri q tinha vkh em 2007 quando vi ja nao enchergava mais d olho esquerdo agora faz 3 anos q nao tinha o surto agora minha visao baixu muito mas so tomo corticoide e colirios nunca fiz pulsoterapia ja falaram em fazer mas como vou nun hospital publico longe 540 da minha cidade uma vez por semana vi q uma paciente se curou gostaria q ela me respondesse da onde ela e porque no meu estado no fazem muita coisa nao sei se e porque me .Renata de onde vce e onde vce se trata q cidade estado obrigada desde ja pela resposta.um abraço

  10. RONALDO FALEIRO BERNARDO Reply

    EU VOU ACHAR A CURA PARA TODAS DEUS VAI ME AJUDAR TENHO UMA AMIGA QUE SE CHAMA SIMONE ELA TEM ESTA DOENÇA EU QUERO QUE ELA VOLTE A VOLTAR A VER NOVAMENTE QUERO AJUDAR A TODAS QUE SOFRE COM ESTA DOENÇA FORÇA POIS JESUS DICE SE TIVEREM A FÉ DO TAMANHO DE UMA CEMENTE DE MOSTARDA PODEREMOS FAZER MILAGRES SEI QUE ESTOU LOUCO MAIS CREIO NO CRIADOR

  11. renata Reply

    Olá. Descobri essa doença (Harada) em 2008. Começou com muita dor de cabeça, olhos vermelhos e sensíveis a luz. Até que um dia a visão começou a falhar. Trabalhava com uma lupa. Fiz tomografia e nada foi diagnosticado. Foi ai que me internei em um hospital de neurologia. Fiquei 10 dias lá e não descobriam o que eu tinha. Até que uma oftalmologista apareceu e disse que meu caso era nos olhos e não na cabeça. Foi Deus quem a colocou lá, pois já estava desesperada sem saber o que fazer. Ela descobriu a doença e me encaminhou para um médico excelente Dr. André Curi na Fiocruz. Foi ele que tratou de mim todo tempo. Tomei corticóides e e usei colírios. Hoje com a graça de Deus e do Dr. André não uso mais nada. Estou curada. Ele disse que isso tudo se deve a descobrir a doença no princípio e fazer logo o tratamento. Porém não deixo de ir as minhas consultas anualmente para ver se está tudo ok.
    Gostaria de dizer as pessoas que tem essa doença para não desistir e procurar o mais rápido possível um bom oftalmo.

  12. ana selma Reply

    Tenho a síndrome ,descobri em 2007 mas já tinha sintomas desde pequena faço tratamento ainda não me curei mas fique livre de dores horríveis e também de deprecao tomo corticoides e vou ao oftalmologista regularmente são muito dolorosas as manifestações da doença mas graças a deus estou bem!!!

  13. viviane telles Reply

    Olá. Meu nome é Viviane e estou em tratamento para essa síndrome (harada). Gostaria de conversar com quem tem ou já teve para saber sobre a recuperação da visão. Ja tem um mês e 20 dias e já consigo ler e ver de perto. De longe ainda está bem ruim. Meu e-mail é [email protected]. Abraços

  14. Ju Reply

    Olá, em junho de 2012 comecei a sentir mta dor d cabeço nos olhos,zumbido nos ouvidos, ate q eu acordei completamente cega perdi mh visao da noite pro dia o desespero foi mto grande pois tinha apenas 22 anos 3anos d casada nem filhos ainda ñ tinha, fiquei internada passei por 25 oftal ninguem descobriu o motivo da perca da mh visao ate q os 25 oftal em conjunto me desenganou mas a mh fe era maior me apeguei com Deus mh família meu esposo sofreram mto mas fomos lutar ate q achamos o oftal dr Rubens BElfort especialista nessa doença comecei o tratamento com corticoide, pulso terapia. Ciclosporina , colírios e injeções via oculares inchei mto 25 kls o oftal disse q eu poderia ficar careca,ñ andar mais, ter infertilidade entre outras seguelas mas nòs nos apegamos com deus e hj estou eu enxergando 100% ñ fiquei na cadeira d rodas ñ fiquei careca e estou no meu oitavo mês de gestação contando as hrs pra ver o rostinho do meu princepe a única seguela q a medicação deixou foi a catarata no olho direito mas assim q meu princeps nascer o Dr Rubens Belfort fara a mh cirurgia ñ tenho palavras pra agradecer a Deus pelo milagre pela mãe pelo pai pelos irmãos e pelo marido maravilhoso q Deus tem me dado pq eu chorei mto mas eles choraram comigo hj eu estou sorrindo curada a espera do meu primeiro filho e eles estão sorrindo comigo mas tudo isso e gças a Deus por ter nos dado forças e colocado um oftal maravilhoso na mh vida tudo e gças a Deus
    Porisso quem esta passando por tudo isso ñ perca a fe pq Deus foi comigo e esta com vcs tbm tudo esse sofrimento vai acabar tenha fe. Enqto ao meu peso com 20 dias q parei com as medicaçaoes meu peso voltou ao normal. Bjs

  15. Ana jarina Nunes Reply

    Oi mais uma vez estou aqui pra falar com vocês ainda faço o uso dos cortícoides. Tanto quanto os colírios não consigo entender porque essa doença é terrível não saio mais só pra nenhum lugar . Não consigo ficar sem óculos de sol durante o dia e nem em lugares muito claro já se passaram muito tempo não sei se um dia essa doença vai ter um fim eu só queria que alguns médicos se mobilizassem a procurar a cura pra essa doença porque é muito difícil só quem tem e que sabe o quanto. Se Alguma pessoa quiser manter contato. jarinadeoliveira @gmail.com estou esperando eu sei que não estou só

  16. Adriana Reply

    Olá! Me chamo Adriana Rocha ,hoje estou com 28 anos descobri que estava com essa síndrome vkh em 2010 sofri muito antes de descobrir, sentia muita dor na testa e no ouvindo
    E minha visão ficou muito fraca ao ponto de fica sem enxerga quase nada
    Depois da descoberta comecei a fazer uso de colírios e tomar corticoide e fiz pulsoterapia fique internada 2 semanas não foi fácil mais hoje graças a Deus e a minha fé não tomo mais nada e os kg que ganhei já pedir cheguei a pesar 75 kg mais hoje estou com 58 com muita força de vontade

  17. Larissa Reply

    Olá, fui diagnosticada com VKH em dezembro de 2011, aos 22 anos, e até hoje estou fazendo tratamento com corticóide. Recuperei praticamente 90% da minha visão, mas toda vez que tentamos tirar o remédio a minha visão abaixa novamente. Aguardando o dia em que essa jornada vai acabar!

  18. Stephany Reply

    olá, Em outubro de 2008 minha visão começou a embaçar, não sentia dores…passei por vários oftalmologistas e ninguém conseguia diagosticar, até que fiquei enxergando só vultos, com menos de 10% da minha visão, arriscaram fazendo pulsoterapia com cortisona… tive melhora… mas só fui diagnosticada quase um mês depois, quando fui encaminhada para FIOCRUZ e continuei com cortisona por dois anos… engordei 25 kg, mas graças a Deus não fiquei com nenhuma sequela, e hoje posso enxergar pois está controlada…sofri muito mais com o psicológico, por estar gorda e a doença voltar a se manifestar.

  19. Maria Cristina Reply

    Bom dia a todos em novembro de 2012 descobri que estava com esta sindrome quem fica contente em receber esta noticia fiquei muito abatida porque trabalho de auxiliar de enfermagem sempre dei tudo de mim , para cuidar dos clientes apos começar o tratamento isto meche com o nosso pscologico psoorque começa os comentarios como voce esta gorda parece que sò voce quis participar da ceia hhhhhh, mas como temos um Deus que tudo pode aguardamos nele que quqndo a mâo do homem nâo da a dele chega na hora certa ok

  20. rayssa Reply

    olá!Fui diagnosticada com a síndrome de Harada.Tenho apenas 19 anos ,as experiências que eu vivi diante de tal síndrome foram horríveis, cheguei a tomar antidepressivos,pois um certo neuro disse que meus problemas eram psicológicos, porém encontrei um anjo em forma de oftalmologista que salvou minha visão e me deu esperanças.O pior dessa doença além da incerteza são as lembranças das dores causadas por ela que são indescrítiveis!Foi bom poder compartilhar dos meus problemas e saber que não estou só.

  21. Ana jarina Reply

    Olá me chamo Ana jarina descobrir que tenho harada.esta sendo muito difícil pois voltei a usar corticoides já engordei muito ,estou com muito medo perdi minha visao do lado esquerdo e o outro ta turvo sera que vou ficar boa? Tive descolamento seroso da retina só ando com óculos de sol até mesmo em casa mais tenho certeza que DEUS esta comigo e com você também

  22. ALESSANDRA Reply

    Adriana, esta doença foi diagnosticada em mim em março de 2010 e graças a Deus respondi muito bem ao tratamento e não tenho nenhum vestígio da doença. As duas médicas que cuidaram de mim disseram que outro oftalmologista que não me viu no período crítico não desconfiaria que tive a doença, mas infelizmente como você fiquei uma bola. O corticóide faz a gente engordar e inchar, mas quando terminar você faz uma dieta e tudo volta ao normal.

  23. maisa Reply

    diagnóstico de Síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada eu fiquei desisperada pois nao tinha nem ideia do que seria essa doença para minha vida mais tem apenas 18 dias que estou fazendo tratamento e ja me sinto melhor minha visão esta melhorando a cada dia só tenho que agradecer aos oftalmologista pelo rapido diagnostico.

  24. sonia Reply

    Foi descoberta á doença sindrome de harada em mim no início de dezembro e estou ainda em tratamento , so k engordei ou não sei se estou inchada , más meu peso subiu uns 5 kls , gostaria de saber se foi por causa do tratamento , ou melhor do medicamento que estou tomando .
    E tbm quero saber se puderem me explicar se esta doença após á cura volta novamente ou não volta mais ? aguardo á resposta de alguem que possa tirar estas minhas dúvidas , aguardo á resposta , se possivel mandar neste endereço de email que postei aqui .
    Obrigada e ficarei aguardando !

  25. Adriana Rodrigues Saldanha Reply

    Olá! Me chamo Adriana Saldanha, tenho 30 anos, devido a fortes dores de cabeça, ouvidos e perda da visão, fiquei enternada a 18 dias no hospital regional de Araguaína -TO, cidade onde moro, então no 14º dia descobrirão essa doença chamada harada, fiquei muito triste, pois é uma doença auto imune, tem 4 mêses que faço o tratamento, com colirio e o costicoide, de 20 mg. É horrivel essa medicação. Infelizmente o meu olho esquerdo está muito inchado, os pés, mãos e rosto. Me ajudem pois não tenho condições financeiras para o tratamento, espero retorno. Att…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:01 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)