Sinais e Sintomas de Alerta de Doença Cardíaca

As doenças cardíacas reclamam um gritante número de 610.000 vidas todos os anos, nos Estados Unidos da América.

Devido à dieta e ao estilo de vida sedentário comuns da população, o risco de problemas cardíacos é bem real.

Sintomas De Alerta De Doença Cardíaca

Aprenda a estar atento aos sinais de alerta como as náuseas, as tonturas, as palpitações e a dispneia (sensação de falta de ar).

Até a dor no ombro e no braço, aparentemente não relacionadas, devem alertá-lo para uma possível doença cardíaca. Não ignore essas bandeiras vermelhas! (1)

Sinais e sintomas de doença cardíaca

• Sentir que o coração falha um batimento
• Dor na mandíbula/pescoço/costas
• Dor no peito
• Fadiga
• Dispneia (sensação de falta de ar)

De acordo com o Centers for Disease Control and Prevention, 1 em cada 4 mortes nos EUA devem-se a doença cardíaca, tornando-a na principal causa de morte no país.

É bastante provável que você conheça alguém que já tenha sofrido deste problema, mesmo que tenha conseguido controlá-lo de forma eficaz com medicação ou com mudanças no estilo de vida.

Reconhecendo cedo os sinais de alerta e fazendo as mudanças certas pode prevenir ter que algum dia lidar com a angústia de um ataque cardíaco ou de um acidente vascular cerebral (AVC).

O que é a doença cardíaca?

Quando o seu coração começa a falhar, significa que deixou de conseguir trabalhar no máximo da sua capacidade e tornou-se incapaz de bombear o sangue com eficácia.

Isto pode dever-se a algum tipo de lesão nos músculos do coração, a hipertensão arterial crónica, defeitos nas válvulas cardíacas, problemas genéticos (doenças cardíacas congénitas), doenças valvulares cardíacas e complicações da febre reumática (causa doença cardíaca reumática).

O gatilho também pode ser a doença arterial coronária que deixa as suas artérias coronárias entupidas com colesterol ou placas de ateroma, bloqueando total ou parcialmente o fluxo sanguíneo. (2)

A doença arterial coronária ou doença isquémica cardíaca é o tipo mais comum de doença cardíaca. Se você sofre deste problema, os seus músculos cardíacos não conseguem receber o oxigénio e o sangue que eles necessitam, conduzindo a sintomas como dor torácica, arritmia ou batimento cardíaco irregular e até ataques cardíacos. (3)

Não se trata de uma doença apenas dos homens

Os problemas cardíacos são muitas vezes considerados um problema do sexo masculino mas isso não passa de um mito.

As mulheres também estão em risco. De facto, é possível que fique surpreendido por saber que a principal causa de morte entre as mulheres americanas é, na verdade, a doença cardíaca e não o cancro.

Infelizmente, esta condição pode ser aquilo que conhecemos por doença silenciosa ou desprovida de sintomas, em muitas mulheres.

Tantas como 64% de todas as mulheres que morrem inexplicavelmente de doença cardíaca coronária não tinham sinais nem sintomas prévios da doença. Dito isto, pode ocorrer que as mulheres não estejam a gastar o tempo suficiente para reparar nestes pequenos sinais. (4)

Estar consciente destes sintomas pode ajudar a prevenir que as coisas fiquem fora de controlo.

Dor: perceber este sinal de alerta de doença cardiovascular

Um dos sintomas mais comuns e amplamente conhecidos de doença cardíaca é a angina ou dor torácica. A dor e o desconforto são o resultado do inadequado fornecimento ao músculo cardíaco de sangue rico em oxigénio. (5)

Diferenças dos sintomas dolorosos entre os homens e as mulheres

Localização da dor: as mulheres geralmente queixam-se de dor no pescoço, na mandíbula, no abdómen, na garganta ou nas costas, ao contrário dos homens que sofrem de dor torácica mais frequentemente.

Gatilhos da dor: nas mulheres, a dor pode ocorrer durante o descanso ou mesmo até durante o sono e não apenas durante a atividade física.

O estresse mental é um gatilho de dor mais comum nas mulheres. Nos homens, a atividade física agrava a dor. Contudo, quando eles descansam, a dor tende a desaparecer.

Como a dor é sentida: dor torácica aguda semelhante a ardimento é típica nas mulheres mas os homens costumam sentir uma sensação de aperto ou pressão no peito. Quanto mais a placa se acumula, maior é a dor.

Reconhecer problemas cardíacos a tempo: sinais aos quais se deve prestar atenção

Além da dor, existem outros sintomas de alarme sobre os quais deve estar ciente quando se trata do coração. Duas situações em que você não quererá acabar incluem ter um ataque cardíaco ou uma insuficiência cardíaca completa.

Felizmente, os dois problemas têm bandeiras vermelhas que o podem ajudar a salvar a sua própria vida ou a vida de outra pessoa, se reparar nelas a tempo. Além disso, também ajudam a saber como identificar uma arritmia cardíaca ou um batimento cardíaco anormal para verificar se necessita de tratamento.

Se suspeitar que está a sofrer uma insuficiência cardíaca ou a ter um ataque cardíaco, procure por cuidados médicos de emergência o mais rapidamente possível. Se estiver sozinho, chame uma ambulância e, de seguida, informe algum familiar ou amigo.

Sinais de arritmia cardíaca

Uma palpitação no seu peito poderá ser devida a um batimento cardíaco irregular ou arritmia. Descurar a sua avaliação poderá levar ao desenvolvimento de alguns sintomas mais perigosos, que se encontram listados abaixo.

Enquanto o primeiro sintoma é a palpitação característica, os sintomas seguintes podem ser mais problemáticos. (6)

• Sentir o coração falhar um batimento ou uma palpitação no peito
• Batimento cardíaco rápido, palpitando no peito
• Tonturas
• Fadiga
• Sentir-se fraco, tonto ou mesmo a desmaiar
• Dispneia (sensação de falta de ar)
• Dor torácica
• Paragem cardíaca

Sinais de alarme de um ataque cardíaco

Aqui ficam alguns sinais que você poderá usar para ser capaz de identificar um ataque cardíaco antes de ele ocorrer ou no seu começo. (7)

• Dor na mandíbula/pescoço/costas: dor na mandíbula, costas ou pescoço ou até desconforto nestas áreas poderão ser um sinal de um ataque cardíaco iminente.

• Dor no peito/angina: desconforto ou dor no peito sinalizam um ataque cardíaco prestes a ocorrer.

• Dor nos ombros/braços: até a ocorrência de dor nos braços ou nos ombros poderá ser resultado de um problema cardíaco.

Os homens têm maior probabilidade de sentir dor no braço esquerdo durante um ataque cardíaco do que as mulheres.

• Vertigem/tontura: se você se sentir fraco ou sem forças, especialmente em combinação com outros sintomas ou se estiver em risco de desenvolver problemas cardíacos, poderá ser consequência de um ataque cardíaco.

As mulheres tendem a experienciar este sintoma mais vezes que os homens.

• Dispneia: a dificuldade em respirar poderá ser consequência do seu coração estar a lutar para fornecer oxigénio e sangue.

• Náuseas: as mulheres poderão se sentir nauseadas ou com necessidade de vomitar, quando estão a sofrer um ataque cardíaco.

• Cansaço/fadiga: o cansaço inexplicável, especialmente se acompanhado de outros sinais, poderá ser devido a um ataque cardíaco.

• Tremulação no peito: também conhecida por palpitações, esta tremulação no peito pode ser causada por um ataque ou problema cardíaco.

No entanto, apesar de existirem outras causas inofensivas para esta sensação tais como a ansiedade ou a desidratação, é importante estar atento para ter a certeza.

Se você não identificar estes sinais iniciais, pode ter a infelicidade de algum dia vir a sofrer um ataque cardíaco.

Mesmo que isso aconteça, recorrer atempadamente a cuidados médicos é fundamental para permitir que recupere melhor e de forma mais rápida.

Sinais de alarme precoces da insuficiência cardíaca: “FACES”

A insuficiência cardíaca afeta 5 milhões de americanos, com uma média de 400.000 novos casos diagnosticados todos os anos.

Esta doença progressiva pode até exigir hospitalização, se não for diagnosticada a tempo. Dada a gravidade do problema, quanto mais cedo identifica-lo, melhor. (8)

Aqui ficam alguns sinais de alarme precoces que indicam que o seu coração pode estar com problemas:

• F – Fadiga: cansaço devido à inadequada quantidade de sangue rico em oxigénio bombeado pelo coração.

• A – Atividade limitada: a dificuldade em respirar/fadiga tornam difícil realizar as atividades normais.

• C – Congestionamento: o fluído acumula-se nos pulmões, causando dificuldade em respirar/síbilos/tosse.

• E – Edema: os tornozelos, as pernas, as coxas e o abdómen incham porque o coração não consegue bombear o sangue com força suficiente para ele regressar das extremidades inferiores, causando acumulação de fluido. Você poderá ganhar peso devido ao excesso de fluído.

• S – Falta de ar (de shortness of breath): dificuldade em respirar, especialmente quando deitado, devido à acumulação de fluído nos pulmões.

Algumas pessoas também poderão sentir confusão, perda de memória e desorientação devido à alteração dos níveis de sódio e de outras substâncias no sangue. As náuseas e a perda de apetite também são possíveis sinais. (9)

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 16/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 16/01/2018 às 3:02 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)