Sintomas de câncer de bexiga (+ 6 maneiras naturais para ajudar o tratamento do câncer) - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

Sintomas de câncer de bexiga (+ 6 maneiras naturais para ajudar o tratamento do câncer)

Estima-se que mais de 2% dos homens e mulheres (cerca de 1 em cada 50) serão diagnosticados com câncer de bexiga em algum momento das suas vidas. ( 1 )

Esta neoplasia maligna afeta mais homens do que mulheres, embora as mulheres também possam ser afetadas pela condição.

Sintomas De Câncer De Bexiga E 6 Remédios Naturais Para Ajudar A Tratar O Câncer

Qual é um dos primeiros sinais de câncer de bexiga? Normalmente, um dos primeiros sintomas de câncer de bexiga é sangue na urina (chamado hematúria).

Dependendo do estágio ou grau em que o câncer é diagnosticado, as opções de tratamento podem incluir quimioterapia, radiação, imunoterapia e mudanças no estilo de vida para evitar o retorno do câncer.

Infelizmente, os tratamentos contra o câncer tendem a causar muitos efeitos colaterais que podem até ser piores que os sintomas do câncer de bexiga.

No entanto, existem alguns remédios naturais como mudanças na dieta, suplementos e atividades para aliviar o estresse que podem ajudar a tornar o tratamento mais fácil.

O que é câncer de bexiga?  

Como o nome indica, o câncer de bexiga é o câncer que afeta a bexiga, um órgão oco localizado na parte inferior do abdômen que armazena a urina até que ela seja excretada para fora do corpo.

Existem vários tipos de câncer de bexiga, que incluem: ( 2 )

Carcinoma de células transicionais – De acordo com o NIH National Cancer Institute, o tipo mais comum é chamado de carcinoma de células transicionais (também chamado de carcinoma urotelial). Este tipo de neoplasia maligna desenvolve-se primeiro nas células uroteliais ( células que revestem o interior da bexiga e ajudam a bexiga a mudar de forma e tamanho com base no quanto ela está cheia).

Este mesmo tipo de câncer também pode afetar outras partes do trato urinário.

Carcinoma de células escamosas – Este tipo afeta primeiro as células finas e planas que revestem a bexiga. Geralmente é causada por irritação da bexiga ou infecções, mas é considerada rara.

Câncer de adenocarcinoma – Esse afeta as células que produzem e liberam muco e outros fluidos. É um tipo raro de comparado ao carcinoma de células transicionais.

Quanto tempo vive uma pessoa que tem câncer de bexiga?

Depende de quando o câncer detetado, ou, mais especificamente, em que estágio e grau é diagnosticado.

Quando a neoplasia é diagnosticada num estágio inicial (saber mais nos estágios abaixo), existe uma alta probabilidade de que ele possa ser superado. As pesquisas sugerem que, a partir do ano de 2013, mais de 77% das pessoas com câncer de bexiga viverão pelo menos cinco anos após o diagnóstico.

Sintomas do Câncer de Bexiga + Sinais Precoces

Como saber se tenho câncer de bexiga? Os sintomas e sinais iniciais podem incluir: ( 3 )
  • Sangue na urina (hematúria). A urina pode ser rosa, vermelho brilhante ou marrom escuro. O sangue pode ir e vir, às vezes desaparecendo por semanas a fio.
  • Micção dolorosa, que geralmente piora à medida que o câncer progride.
  • Sintomas crônicos associados a infecções urinárias frequentes, pedras nos rins e na bexiga ou um cateter vesical deixado no local durante muito tempo, causando irritação.

Os sintomas avançados de câncer de bexiga podem incluir os citados acima, mais:

  •  Dor pélvica e / ou às vezes dor lombar e abdominal.
  • Micção frequente devido a uma bexiga hiperativa (Quando o indivíduo sente que precisa urinar de repente e com urgência, ou ter dificuldade em controlar a bexiga ou contrair os músculos da pélvis.
  • Ser incapaz de urinar ou controlar o “fluxo”.
  • Náusea, perda de apetite e perda de peso.
  • Sentir-se cansado ou fraco.
  • Inchaço nos pés.
  • Dores no corpo e nos óssos.

Os sintomas e sinais de câncer de bexiga nas mulheres podem ser diferentes dos sinais nos homens.

Nos homens podem afetar a próstata, uma glândula do tamanho de uma noz localizada entre a bexiga e o pênis que libera o líquido prostático e ajuda na liberação da urina. ( 4 )

Os Homens com a neoplasia maligna costumam sentir um pouco de sangue na urina, queimação urinária, aumento da urgência e / ou aumento da frequência.

As mulheres podem ter muitos dos mesmos sintomas. Em ambos os sexos, é comum que os sintomas sejam atribuídos a outras condições, como infecções do trato urinário ( ITUs).).

Causas e fatores de risco

Quais são as principais causas do câncer de bexiga? Este crescimento celular anormal desenvolve-se quando as células da bexiga crescem anormalmente, desenvolvem mutações e formam tumores.

Nem sempre se sabe por que ocorre em algumas pessoas, especialmente quando elas não apresentam nenhum fator de risco óbvio ou histórico familiar. Existem muitas causas possíveis de câncer, incluindo várias combinações de fatores genéticos e ambientais.

As pessoas que têm um risco aumentado de câncer de bexiga incluem aquelas que:

– Tem mais de 40 anos, pois o risco aumenta à medida que envelhecemos. Cerca de 9 em cada 10 pessoas com câncer de bexiga têm mais de 55 anos.

– Os machos, desenvolvem câncer de bexiga com mais frequência que as fêmeas.

– Tiveram câncer no passado, especialmente câncer que afetou o trato urinário.

– Fumar ou usar produtos de tabaco. O tabagismo é considerado uma das causas mais importantes, uma vez que faz com que as toxinas viajem para os rins e para a urina, onde são expostas ao revestimento da bexiga.

– Pessoas caucasianas / brancas. As pessoas brancas têm duas vezes mais chances de desenvolver câncer de bexiga do que os afro-americanos e hispânicos.

– São expostos a determinados produtos químicos e toxinas que podem danificar os rins, como por exposição ao trabalho ou através de poluição ambiental.

Os produtos químicos ligados a este câncer incluem arsênico, benzidina e beta-naftilamina e produtos químicos usados ​​na fabricação de corantes, borracha, couro, têxteis e produtos de pintura.

Segundo a American Cancer Society, “os trabalhadores com um risco aumentado de desenvolver câncer de bexiga incluem os pintores, maquinistas, impressores, cabeleireiros (provavelmente devido à grande exposição a tinturas de cabelo) e motoristas de caminhão (provavelmente devido à exposição à fumaça do diesel)”. ( 5 )

O arsênico pode ser encontrado na água da torneira contaminada, embora aconteça raramente em nações industrializadas.

– Tem histórico de infecções crônicas da bexiga ou irritação do revestimento da bexiga, como o uso prolongado de cateter urinário. A bexiga pode ficar irritada devido a infecções do trato urinário, cálculos renais ou infecção da próstata. ( 6 )

– Tem histórico familiar de câncer, especialmente de câncer colorretal hereditário sem polipose, também chamado de síndrome de Lynch. As Pessoas com mutação genética do gene do retinoblastoma ( RB1 ), ou doença de Cowden, também têm o risco aumentado.

– Tenham sido expostas à radiação ou quimioterapia prévia.

– Tiveram  infecções parasitárias. Por exemplo, a infecção parasitária chamada esquistossomose (também conhecida como bilharzíase), que afeta principalmente pessoas que vivem ou visitam a África e o Oriente Médio.

– Têm um defeito congênito raro que afeta o trato urinário e a bexiga, incluindo aqueles chamados extrofia ou úraco.

– Tomam medicação para diabetes chamada pioglitazona (Actos) durante mais de um ano.

Diagnóstico e Estadiamento do Câncer de Bexiga

Estadiamento Do Câncer De Bexiga

Diagnóstico

Felizmente, o câncer de bexiga é muitas vezes diagnosticado no estágio inicial, o que significa que há uma maior probabilidade de recuperação. De acordo com a Mayo Clinic, “cerca de sete em cada 10 cânceres de bexiga são diagnosticados num estágio inicial – quando o câncer é altamente tratável” ( 7 ).

Para fazer um diagnóstico, o médico realiza vários testes, incluindo uma análise de urina e citologia de urina. O sangue na urina pode não ser visível quando vai ao banheiro, mas pode ser detectado durante um exame microscópico da urina.

O médico também procurará alterações cromossômicas, antígenos e proteínas chamadas  NMP22 na urina.

Estadiamento

O estágio ou grau de câncer refere-se a quanto o câncer progrediu e / ou se espalhou por todo o corpo.

“Estadiamento” descreve onde o câncer está localizado e se se espalhou ou não para partes do corpo, como os gânglios linfáticos.

O objetivo do estadiamento do câncer é ajudar a determinar que tipo de tratamento é mais eficaz.

A maioria dos médicos determina o estágio do câncer do paciente através do sistema TNM (que significa tumor, linfonodo, metástase), que descreve a presença de tumores primários, a sua localização, e se eles tiveram metástase.

Existem quatro estágios de câncer de bexiga com os quais alguém pode ser diagnosticado:

Estágio 0a ou 0b: Este é um estágio inicial quando o câncer está no revestimento interno da bexiga, mas não invadiu o músculo ou tecido conjuntivo. ( 8 )

Estágio I: O câncer cresceu através do revestimento interno da bexiga para a lâmina própria (uma camada solta de tecido conjuntivo sob o revestimento da membrana basal do epitélio).

Estágio II: O câncer espalhou-se para a parede muscular espessa da bexiga, mas não para os gânglios linfáticos ou outros órgãos.

Estágio III: O câncer espalhou-se por toda a parede muscular até a camada gordurosa de tecido ao redor da bexiga.

Estágio IV: O tumor espalhou-se para a parede pélvica ou para a parede abdominal, possivelmente para um ou mais linfonodos regionais, e potencialmente para outras partes do corpo.

O câncer de bexiga também pode ser descrito usando as seguintes designações:

  • Papiloma – Pode recorrer, mas tem um baixo risco de progredir.
  • Grau baixo – mais propensos a recorrer e progredir.
  • Alto grau – Maior probabilidade de recorrer e progredir.

Tratamentos Convencionais

É curável? Geralmente sim, mas em última análise, depende do estágio e grau. Este crescimento celular anormal é geralmente tratado por uma equipe multidisciplinar liderada por um urologista (um médico especializado no trato geniturinário, que inclui os rins, bexiga, genitais, próstata e testículos) e um oncologista (um médico especializado no tratamento de cânceres). ( 9 )

As Opções de tratamento podem incluir:

Cirurgia – A cirurgia é realizada para remover o tumor e alguns tecidos circundantes. Para as pessoas com câncer de bexiga com invasão muscular, é necessária cirurgia para remover a bexiga (chamada de cistectomia radical).

Se os linfonodos também forem removidos, recebe o nome de dissecção do linfonodo pélvico.

Se a bexiga for removida, o cirurgião cria uma nova forma de passar a urina para fora do corpo, construindo uma abertura e fazendo com que o paciente use uma bolsa para coletar e drenar a urina. ( 10 )

Quimioterapia – Ajuda a impedir que as células cancerosas cresçam e se dividam. Pode ser realizada ou quimioterapia local ou quimioterapia sistêmica (corpo inteiro).

Radiação – Usa raios X de alta energia ou outras partículas para destruir as células cancerígenas. Este não é tipicamente um tratamento primário, mas por vezes é usado em combinação com a quimioterapia.

Imunoterapia – estimula o sistema imunológico para que ele consiga combater melhor as células cancerígenas. O método pode envolver o uso da bactéria chamada bacilo Calmette-Guerin (BCG).

6 maneiras naturais para ajudar o tratamento do câncer de bexiga 

Os tratamentos anteriores, como a quimioterapia e a radiação, geralmente causam efeitos colaterais que podem ser desconfortáveis ​​durante algum tempo.

Os efeitos colaterais da radioterapia, quimioterapia e cirurgia podem incluir: fadiga, reações cutâneas leves, evacuações, perda de apetite, náusea, depressão, perda de peso, dor pélvica ou abdominal, irritação da bexiga, necessidade de urinar com frequência e sangramento da bexiga ou reto.

Abaixo mostramos algumas formas naturais de ajudar a gerenciar os sintomas e apoiar a sua recuperação:

1. Descanse e durma bem

Uma vez que o corpo trabalha duro para superar o câncer e adaptar-se aos tratamentos, é normal sentir-se cansado, fraco e por vezes até deprimido.

Provavelmente não terá energia para se exercitar enquanto recupera, mas se sentir-se bem, poderá manter-se ativo, caminhando, alongando-se e possivelmente fazendo exercícios de baixo impacto, como o ioga ou natação.

Durma bastante para fornecer energia ao corpo (sete a nove horas ou mais por noite). Faça intervalos durante o dia para descansar, tirar sonecas, se necessário, e praticar exercícios de relaxamento.

2. Realize uma dieta rica em nutrientes

Espinafre

Estudos mostram evidências de que comer uma variedade de frutas e vegetais que fornecem antioxidantes é importante para reduzir o risco de câncer e ajudar na recuperação. ( 11 ) Incorpore alguns alimentos que combatem o câncer na dieta, tais como:

Todos os tipos de vegetais verdes e folhosos e outros. Os vegetais de folhas Verdes e os vegetais crucíferos são conhecidos por serem “assassinos naturais do cancro”, e algumas dos melhores fontes vegetais de vitamina C.

Bagas (mirtilos, framboesas, cerejas, morangos, bagas de goji, camu camu e amoras), kiwi, frutas cítricas, melão, mangas e abacaxi.

Alimentos vegetais alaranjados e amarelos (como batata-doce, frutas vermelhas, abóbora, abóboras e outros alimentos vegetais) são especialmente boas escolhas, pois fornecem carotenoides, nutrientes essenciais para o funcionamento imunológico e desintoxicação do organismo.

Carnes orgânicas, peixes selvagens, ovos e produtos lácteos crus / fermentados, que fornecem proteínas e nutrientes como selênio, zinco e vitaminas B.

Gorduras saudáveis, como óleo de coco, azeite, ghee, e abacate.

Nozes e sementes como amêndoas, nozes, chia e sementes de linhaça.

Carboidratos complexos, incluindo batata doce, cenoura, beterraba, outros tubérculos e alimentos integrais. Estes podem ajudar a dar energia e elevar os níveis de serotonina, úteis para melhorar o sono e o relaxamento.

Ervas frescas e especiarias como o gengibre, açafrão-da-terra (cúrcuma), alho cru, tomilho, pimenta caiena, orégano, manjericão, alecrim, canela e salsa.

Caldo de ossos, sucos de vegetais frescos e infusões de ervas que fornecem vitaminas, minerais e antioxidantes.

3. Beba bastante água para manter o corpo hidratado

Beber água Faz Bem

Além de parar de fumar e seguir uma dieta saudável, estudos sugerem que o consumo de líquidos suficiente parece ser importante na protecção da bexiga e trato urinário.

A menos que o médico lhe diga o contrário, procure beber um a dois litros de água por dia para ajudar a aliviar os sintomas da doença.

Beba um copo de água a cada duas a três horas ou sempre que sentir sede. Limite o consumo de álcool e cafeína, que têm efeitos diuréticos e podem irritar o trato urinário.

Aqui está mais uma boa notícia: estudos descobriram que o consumo de fluidos tem um efeito favorável sobre o risco de câncer colorretal.

De acordo com um estudo publicado no European Journal of Clinical Nutrition,  “A ingestão de líquidos pode reduzir o risco de câncer de cólon diminuindo o tempo de trânsito intestinal e reduzindo o contato das mucinas com os carcinógenos.

A baixa ingestão de líquidos também pode comprometer a concentração celular, afetar a atividade enzimática na regulação metabólica e inibir a remoção de carcinógenos. ”( 12 )

 

4. Reduza as Náusea

Sintomas De Náusea E Enjoo

Se enfrenta sintomas de câncer de bexiga (ou efeitos colaterais de medicamentos), como náuseas, indigestão, perda de apetite, fraqueza ou fadiga, tente os seguintes remédios caseiros:

– Beba chá de gengibre ou aplique óleo essencial de gengibre sobre o peito ou abdômen. Para fazer o seu próprio chá de gengibre, corte a raiz (rizoma) de gengibre em fatias e coloque-as numa panela de água fervente durante 10 minutos.

– Tome um suplemento de vitamina B6.

– Faça uma bebida para acalmar a barriga bebendo chá de camomila e suco de limão.

– Inale o óleo essencial de hortelã-pimenta ou esfregue-o no pescoço e no peito.

– Pegue um pouco de ar fresco, abra uma janela e dê um passeio pelo exterior.

– Tente algumas terapias alternativas, como a meditação e a acupuntura.

– Realize pequenas refeições (divididas ao longo do dia). Sente-se por cerca de uma hora depois de comer para aliviar qualquer pressão sobre o estômago. Tente comer pelo menos três horas antes de dormir para ajudar na digestão.

5. Pratique Técnicas de Relaxamento

Ioga

É comum sentir-se ansioso, deprimido, sem esperança ou com raiva durante o tratamento. Abaixo listamos algumas técnicas de alívio de estresse que podem ajudá-lo/a a se sentir mais calmo/a quando as coisas ficam difíceis.

  • Pratique yoga, meditação e exercícios de respiração.
  • Passe algum tempo fora e tente receber alguma exposição à luz do sol para aumentar os níveis de vitamina D no organismo.
  • Tome ervas adaptogênicas para fortalecer o sistema nervoso.
  • Procure apoio emocional da família, amigos ou grupos de apoios.
  • Mantenha-se esperançoso e orando
  • Descontraia usando óleos essenciais como lavanda, camomila ou manjericão.
  • Tome um banho de sal de Epsom antes de dormir para relaxar a tensão muscular.

6. Óleo de Incenso (Olíbano, Frankincense, Boswellia serrata)

Oleo De Olibano Franquincenso

Recomendo usar o óleo de Frankincense (Boswellia serrata) internamente ou topicamente, já que a pesquisa sugere que o composto atua como um potencial tratamento natural para o câncer.

O óleo de incenso é preparado a partir de resinas aromáticas encontradas naturalmente nas árvores Boswellia serrata. O principal componente de combate ao câncer presente no óleo é o ácido boswellico, conhecido por ter propriedades anti-neoplásicas.

Um estudo publicado pelo Departamento de Urologia do Centro de Ciências da Saúde da Universidade de Oklahoma afirma que “O óleo de incenso parece distinguir as células cancerígenas das normais e suprimir a viabilidade das células cancerígenas… múltiplas vias podem ser ativadas pelo óleo para induzir a morte das células cancerígenas. ( 13 )

Atualizado em 29 Março 2018

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade

Isensão de Responsabilidade: A nossa plataforma foi criada com o objetivo de facilitar o acesso a informação de valor "Ciência com Saúde", baseada em estudos científicos. Tudo o que publicamos tem uma base científica. No entanto, nenhuma das publicações têm o objetivo de servir como diagnóstico, sendo sempre indicada consulta médica. O mesmo se refere a tratamentos, clínicas, suplementos e medicamentos indicados. A indicação, dosagem, e forma de uso é apenas ilustrativa, não estando indicada a automedicação ou suplementação sem antes haver indicação médica profissional. O mesmo se refere aos preços dos produtos por vezes indicados. Esses valores são baseados no ano de 2018 e servem apenas como informação auxiliar, não estando a nossa plataforma de nenhuma forma a ligada a essas empresas.