Sintomas de Fibromialgia

Revisado por Equipe Editorial a 18 de maio de 2015 e Atualizado em 24 outubro 2018

A fibromialgia é uma condição de saúde que se caracteriza pelo aparecimento de dores em todo o corpo, prolongando-se durante períodos longos. Esta síndrome afeta sobretudo músculos, tendões, articulações e outros tecidos moles.

Sintomas de Fibromialgia

Sem causas definidas, há no entanto uma relação direta desta doença com problemas de depressão, ansiedade, distúrbios de sono, fadiga e dores de cabeça.

Além disso, há ainda outros fatores que podem estar relacionados com o aparecimento desta doença, como por exemplo a recorrência em pessoas da mesma família (genética), ou mesmo doenças autoimunes ou infeções virais.

Contudo, não existem ainda respostas cabais e claras sobre as causas da fibromialgia. Mais frequente em mulheres com idades entre os 35 e os 50 anos, esta doença pode no entanto também afetar elementos do sexo masculino. Neste artigo poderá conhecer melhor os sintomas de fibromialgia, e ainda, como se diagnostica e qual o tratamento para esta doença.

Sintomas de fibromialgia

Existem vários sintomas que acompanham a doença, sendo no entanto a mais marcante a dor crônica por todo o corpo durante pelo menos 3 meses. Esta dor é, em muitos casos, mais intensa na zona do pescoço e das costas. De seguida poderá conhecer os sintomas de fibromialgia. Estes incluem:

  • dores em todo o corpo;
  • aumento de sensibilidade à dor;
  • existência de vários pontos dolorosos;
  • fadiga frequente, sendo habitual acordar já sentindo cansaço;
  • distúrbios de sono (dificuldade em adormecer, acordar várias vezes ao longo da noite, sono muito leve, sono não reparador, etc.);
  • rigidez muscular, especialmente quando acorda de manhã;
  • dores de cabeça;
  • problemas de concentração e memória;
  • síndrome do cólon irritável (períodos de prisão de ventre ou diarreia).
  • sensação de pernas inquietas antes de se deitar;
  • formigamento dos pés e nas mãos;
  • dores abdominais;
  • tonturas.

Com o decorrer do tempo, podem ainda surgir sintomas do foro psicológico, como depressão e ansiedade. Estes sintomas aparecem sobretudo pela dificuldade em lidar com a doença, através de sentimentos como impotência, desespero e tristeza.

Como diagnosticar a fibromialgia

O diagnóstico da fibromialgia é realizado através da observação e análise dos sintomas por parte do médico reumatologista. Este irá assim verificar o histórico da dor do paciente, e ainda, analisar os pontos dolorosos. Um indivíduo como fibromialgia apresenta dor crônica e generalizada em todo o corpo, com uma duração mínima de 3 meses, e ainda, grande intensidade à dor em vários pontos, denominados de dolorosos.

É importante o paciente levar os exames realizados nos meses anteriores, caso os tenha feito, de modo que o médico possa despistar outros problemas de saúde.

Tratamento para fibromialgia

A fibromialgia é uma doença que não tem cura. Como tal, o seu tratamento tem o objetivo de aliviar os sintomas, e assim, melhorar a qualidade de vida do paciente. Depois de ser diagnosticada a fibromialgia, o médico reumatologista irá prescrever relaxantes musculares e medicamentos analgésicos de modo a aliviar a dor. Mais abaixo poderá saber mais sobre o tratamento medicamentoso para fibromialgia.

Como nesta doença podem vir associados episódios de ansiedade e depressão, caso esses sintomas surjam, deve ser consultado um psicólogo ou um médico psiquiatra e neurológico, para prescrever antidepressivos ou remédios para a ansiedade. Há ainda opções complementares ao tratamento medicamentoso, como por exemplo a fisioterapia para fibromialgia e tratamentos naturais. Confira.

Tratamento medicamentoso para fibromialgia

O tratamento medicamentoso para a fibromialgia pode consistir na toma de vários medicamentos, que incluem:

  • relaxantes musculares, para reduzir a rigidez muscular;
  • analgésicos, como por exemplo a Codeína, Paracetamol ou Tramadol, para amenizar as dores corporais;
  • indutores de sono, como por exemplo o Midazolan ou o Zolpidem, para ajudar a reequilibrar o sono;
  • anti convulsionantes, como por exemplo Gabapentina, já que possuem um efeito de alívio sobre a dor;
  • antidepressivos, como por exemplo a Duloxetina ou a Fluoxetina, para ajudar no tratamento de depressões;
  • medicamentos para a ansiedade, como por exemplo o Lorazepam ou o Diazepam, para ajudar no tratamento de sensação de ansiedade.

Fisioterapia para fibromialgia

A fisioterapia para fibromialgia, geralmente realizada com recurso a exercícios de alongamentos, massagens, eletroterapia com ultrassom ou laser, pode ser uma excelente forma de aliviar alguns sintomas da fibromialgia. O tratamento fisioterápico tem a função de melhorar a qualidade do sono e o fluxo sanguíneo, reduzindo dessa forma o cansaço habitual nesta doença.

Tratamento natural para fibromialgia

Os tratamentos naturais para a fibromialgia são opções muito interessantes para os indivíduos que sofrem desta doença, já que complementarmente ao tratamento clínico, podem ajudar a melhorar o bem-estar e a aliviar alguns sintomas. Assim, o tratamento natural para fibromialgia inclui essencialmente massagens e aromaterapia com óleos essenciais. Há ainda exercícios, como o pilates, yoga ou natação, que podem ser muito vantajosos no tratamento desta doença.

Faça uma Pergunta ou Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *