30 Sinais e Sintomas de Pressão Arterial Elevada a Estar Atento! - Fotos Antes e Depois
Fotos Antes e Depois

30 Sinais e Sintomas de Pressão Arterial Elevada a Estar Atento!

A pressão arterial elevada não costuma causar nenhum sintoma. Por isso, ela é conhecida como uma “assassina silenciosa”.

Então, você precisa monitorar sua pressão arterial regularmente para descobrir se ela está alta.

Hipertensão Arterial Pode Provocar Lesões Oculares Significativas, Até Mesmo Cegueira. Retinopatia Hipertensiva é O Dano à Retina De Pressão Arterial Elevada.

Apesar disso, alguns sinais, como manchas vermelhas nos olhos, rubor facial e alterações cognitivas, como perda de memória e dificuldade para encontrar palavras, estão associados a essa condição médica.

A hipertensão arterial grave pode causar dores de cabeça, ansiedade, falta de ar, e sangramento no nariz.

Sintomas da hipertensão arterial

  • Rubor facial
  • Manchas nos olhos
  • Problemas de visão
  • Dor no peito
  • Falta de ar
  • Sangramento no nariz
  • Micção reduzida

Você sabia que cerca de 1 em cada 3 adultos dos Estados Unidos tem pressão alta? A pressão arterial é simplesmente a pressão exercida pelo sangue, conforme ele comprime as paredes das artérias.

Caso você tenha pressão alta (hipertensão), isso significa que esta pressão está maior do que deveria.

O que é hipertensão arterial?

Trata-se de uma condição médica bastante comum que ocorre quando a força com a qual o sangue é atirado contra as paredes das artérias fica muito elevada.

Há dois aspectos importantes inerentes à pressão arterial: as pressões sistólica e a diastólica.

A pressão arterial fica mais elevada de acordo com o batimento cardíaco. Esta é a pressão sistólica.

Já a pressão diastólica se refere àquela pressão exercida sobre as artérias quando o batimento cardíaco está relaxado.

As pressões sistólica e diastólica são representadas por dois números (detalhes comentados logo na sequência), dos quais você fica ciente ao se consultar com um profissional a fim de verificar a situação da pressão sanguínea.

Uma pressão arterial é considerada normal até o limite de 120/80 mmHg, em que o valor 120 corresponde à pressão sistólica, enquanto o valor 80 se refere à pressão diastólica.

Se as leituras da pressão ficarem entre 120/80 mmHg e 139/89 mmHg, isso significa que o indivíduo está em fase de pré-hipertensão. A pressão arterial será considerada elevada quando estiver igual ou superior a 140/90 mmHg.

A pressão pode variar durante o dia, dependendo das atividades realizadas por cada pessoa. Enquanto um breve aumento da pressão arterial é normal, uma pressão alta contínua pode significar que você precisa de cuidados médicos.

Hipertensão arterial em crianças

Os valores de uma pressão arterial normal variam com a idade. Conforme os bebês crescem, a pressão sistólica aumenta aproximadamente de 70 a 90, podendo atingir valores de indivíduos adultos durante a adolescência.

Os médicos diagnosticam as crianças como hipertensas quando a pressão arterial delas está 95% acima das demais, apresentadas por crianças da mesma idade, sexo e altura.

E é comum que os médicos avaliem valores de pressão arterial durante exames de rotina já a partir dos 3 anos de idade.

Certifique-se de comparecer a essas consultas médicas, principalmente se seu filho tiver um histórico familiar de pressão alta ou estiver acima do peso.

Causas

Embora ainda não se saiba exatamente o que causa o desenvolvimento da maioria dos casos de hipertensão arterial, alguns fatores, como excesso de peso, excesso de sal ou álcool, falta de atividade física regular, pílulas anticoncepcionais, além de determinados problemas de saúde, como doença renal, diabetes, ou gota, podem aumentar o risco para aparecimento do problema.

As mulheres são tão suscetíveis de desenvolver o problema durante a vida quanto os homens, mas o problema atinge mais homens do que mulheres — abaixo dos 45 anos de idade.

Esse equilíbrio se desloca com o avançar da idade, já que uma quantidade maior de mulheres é acometida pelo problema após os 65 anos.

Não existe cura para a pressão arterial. Além disso, trata-se de uma condição médica perigosa que pode ocasionar doenças graves, como insuficiência cardíaca, ataque cardíaco, doença arterial periférica, acidente vascular cerebral e insuficiência renal.

Mas não desanime! Há muita coisa que você pode fazer para controlar a hipertensão arterial. O primeiro passo, claro, consiste em descobrir se você tem pressão alta.

A partir daí, você poderá tomar medidas proativas para gerenciá-la antes que ela cause complicações. Continue a leitura para descobrir se você possui algum dos sinais que podem alertá-lo sobre o problema.

Sinais e sintomas

O aspecto mais complicado acerca do evento é o fato de não haver sintomas. A única maneira de verificar se você tem pressão alta é fazer um exame de pressão arterial.

O exame é simples, indolor e pode ser feito em um hospital, farmácia ou até mesmo em alguns pequenos mercados.

Na verdade, sua pressão também pode ser monitorada em casa. O recomendável é medir a pressão ao menos uma vez por ano.

Em se tratando da hipertensão, não espere ser alertado por um conjunto de sintomas. Monitore regularmente os valores inerentes à sua pressão para verificar se eles estão ultrapassando o limite normal.

Certos sintomas, como rubor, com manchas nos olhos e tonturas, costumam estar ligados ao problema em homens e mulheres.

Mas se a pressão alta geralmente não causa sintomas, esses sinais seriam apenas mitos? O fato é que, embora a hipertensão seja assintomática, ela pode estar indiretamente vinculada aos sintomas mencionados acima. A seguir, confira detalhes sobre os possíveis sintomas:

Rubor na face

Conforme os vasos sanguíneos do rosto se dilatam, você tende a manifestar um rubor facial. A hipertensão não causa diretamente esse rubor facial, mas certos fatores, como a exposição à água quente ou calor, estresse emocional, prática de exercícios e consumo de álcool, podem aumentar temporariamente a pressão arterial, resultando no rubor facial.

Então, quando esses fatores estiverem envolvidos, é possível que você fique com a pressão arterial elevada e, simultaneamente, manifeste uma vermelhidão facial.

Tontura

O problema não causa tontura. Mas a vertigem e a perda de equilíbrio podem ser um sintoma comum relacionado a um acidente vascular cerebral (AVC). Além disso, este problema é um importante fator de risco ligado a essa condição médica (AVC).

Manchas de sangue nos olhos

Este evento não causa manchas de sangue nos olhos, mas elas são mais comuns nas pessoas com esse problema médico.

Sinais de hipertensão arterial severa

Caso sua pressão esteja em 180/110 mmHg, ou acima, você estará em situação de emergência médica. Neste caso, você pode sentir vários sintomas, como:

Problemas de visão

Sua visão pode ficar embaçada e você pode ser incapaz de ver detalhes com clareza.

Alterações do estado mental

Você pode apresentar determinadas reações, como ansiedade, confusão, inquietação, fadiga e sonolência. Também é possível que você fique menos alerta e sinta mais dificuldade para se concentrar.

Dor no peito

Dor ou uma sensação de pressão no peito é um alerta vermelho.

Sangramento no nariz

Um sangramento no nariz também pode ser indicativo de hipertensão arterial grave.

Dor de cabeça

Você pode sentir uma dor de cabeça forte e latejante.

Dormência

Suas pernas, braços, rosto ou outras partes do corpo podem começar a ficar dormentes.

Micção reduzida

A maioria dos adultos costuma produzir pelo menos 500 ml (um pouco mais de 2 copos) de urina ao longo de 24 horas. Você pode perceber que sua produção de urina diminuiu consideravelmente.

Náuseas

Náuseas ou vômitos também podem ser sintomas de uma pressão extremamente alta.

Convulsão

Um ataque de convulsão pode se manifestar por meio de muitas maneiras, incluindo uma agitação incontrolável, um breve apagão, estado catatônico, perda do controle da bexiga, produção de baba, movimentos oculares e comportamento incomum (como retirar as roupas).

Falta de ar

Você pode ter dificuldade para respirar ou sentir que não está recebendo ar suficiente.

Fraqueza

Você pode sentir uma perda de força nas pernas, braços, rosto ou outras partes do corpo.

Vale frisar que muitos órgãos, incluindo o cérebro, os vasos sanguíneos, olhos, rins e coração, podem ficar comprometidos devido a um extremo aumento da pressão.

Se for tratada imediatamente, é possível controlar esta elevação exagerada, antes que ela cause danos permanentes.

Procure por um atendimento médico de emergência, se você tiver algum desses sintomas ou sentir que sua pressão arterial está perigosamente alta.

Hipertensão durante a gravidez

Estima-se que ocorram problemas devido ao evento em cerca de 6% a 8% das gestações efetuadas nos Estados Unidos.

Desses casos, cerca de 70% pertencem à primeira gravidez. Cabe ao médico monitorar a pressão durante os exames pré-natais para garantir que tudo esteja sob controle.

Em alguns casos, as mulheres podem desenvolver uma condição médica conhecida como hipertensão pré-eclâmpsia (induzida pela gravidez), que é caracterizada pelo aumento da pressão arterial.

Esta condição geralmente se desenvolve após a 20ª semana de gestação. Inicialmente, a gestante pode não exibir nenhum sintoma.

Porém, o médico será capaz de detectar o problema via exames de pressão alta e de concentração de proteína na urina. Conforme a pré-eclâmpsia progride, ela pode causar vários sintomas.

Sinais da hipertensão pré-eclâmpsia — induzida pela gravidez

  • Retenção de líquidos: a hipertensão pré-eclâmpsia pode levar à retenção de líquidos, que se manifesta por meio de um inchaço súbito nos tornozelos, pés, mãos e rosto.
  • Dores de cabeça: fortes dores de cabeça.
  • Problemas de visão: visualização de luzes piscando ou visão turva.
  • Dor: dor no lado superior direito do abdômen, abaixo das costelas.
  • Vômitos: também podem ser um sintoma dessa condição médica.

A retenção de líquidos é um sintoma comum durante a gravidez e costuma ocorrer nas partes inferiores do corpo, como os tornozelos e os pés.

Além disso, a retenção de líquidos correlacionada à gravidez se acumula lentamente ao longo do dia.

No caso da pré-eclâmpsia, por outro lado, a retenção pode ser súbita e, além dos tornozelos e pés, também causar inchaço nas mãos e no rosto.

Se não for tratada, a hipertensão pré-eclâmpsia pode aumentar o risco de acidente vascular cerebral, convulsões e de problemas associados à coagulação do sangue.

Ela também pode gerar fluido nos pulmões e danificar o rim ou o fígado. Além disso, o problema aumenta as chances de alterações no parto, aborto ou de um parto prematuro.

Cabe salientar que é possível ter pré-eclâmpsia grave sem sentir nenhum sintoma. Portanto, enquanto estiverem grávidas é importante que as mulheres passem por avaliações médicas regulares, a fim de examinar a pressão arterial e a urina.

Complicações associadas ao problema

Uma vez que a pressão alta tende a ser assintomática, pode ser impossível perceber o problema sem a realização de um exame.

Cabe insistir neste ponto, já que estima-se que 1 em cada 5 americanos com hipertensão sejam inconscientes quanto a essa condição médica. Ao longo do tempo, a pressão elevada pode prejudicar o corpo e causar várias complicações.

Dê uma olhada nesses números para entender por que é importante controlar a pressão regularmente.

Cerca de 70% daqueles que sofrem o primeiro ataque cardíaco ou daqueles com insuficiência cardíaca crônica têm hipertensão. E em torno de 80% daqueles que têm seu primeiro acidente vascular cerebral têm hipertensão arterial.

Conheça alguns sintomas comuns das complicações causadas pelo problema, sobre os quais você deve estar ciente.

Doença renal crônica

Essa é uma condição médica caracterizada pelo estreitamento dos vasos sanguíneos dos rins, o que pode até mesmo levar à insuficiência renal.

Sintomas que merecem sua atenção: nas fases iniciais, pode ocorrer perda de apetite, fadiga, dores de cabeça, náuseas, perda de peso, e ressecamento da pele ou coceira.

À medida que o quadro se agrava, você pode exibir sintomas como clareamento ou escurecimento anormal da pele, sonolência ou problemas de concentração, contrações musculares, câimbras e cólicas, sangue nas fezes, inchaço ou dormência nos pés e mãos, mau hálito, falta de ar, sede excessiva, dor nos ossos, vômitos, etc.

Lesões oculares

A hipertensão arterial pode levar um excesso de sangue para os vasos sanguíneos que percorrem a região dos olhos.

Sintomas que merecem sua atenção: você sentirá alterações na visão ou até mesmo cegueira.

Ataque cardíaco

Quando uma parte do coração não recebe oxigênio porque o fluxo sanguíneo que transporta oxigênio para o órgão está bloqueado, você sofre um ataque cardíaco.

Sintomas que merecem sua atenção: podem ocorrer alguns sintomas, como desconforto ou dor em seu peito, além de falta de ar.

Você também pode sentir desconforto ou dor nas costas, ombros, mandíbula, pescoço, parte superior do estômago ou em um dos braços (ou em ambos).

Insuficiência cardíaca

Trata-se de uma condição médica na qual o coração é incapaz de bombear sangue em quantidade suficiente para satisfazer as necessidades do corpo.

Sintomas que merecem sua atenção: você pode sentir dificuldade de respiração, falta de ar, fadiga e inchaço nos pés, tornozelos, pernas, veias do pescoço e abdômen.

Doença arterial periférica

Trata-se de uma condição médica caracterizada pela formação de placas nas artérias situadas na região das pernas, o que afeta o fluxo sanguíneo.

Sintomas que merecem sua atenção: os sintomas comuns incluem sensação de peso, dormência, câimbras e dor nos pés, pernas e nádegas após subir escadas ou caminhar.

Acidente vascular cerebral

Trata-se de uma condição médica na qual o fluxo de sangue e fornecimento de oxigênio para uma parte do cérebro são bloqueados.

Sintomas que merecem sua atenção: tonturas, fraqueza súbita e dificuldade em ver, falar ou entender a fala. Você também pode sentir dormência ou paralisia nas pernas, braços e rosto.

Aneurisma

Um aneurisma é uma protuberância anormal que se desenvolve na parede de uma artéria e que pode crescer durante anos sem revelar nenhum indício.

Sintomas que merecem sua atenção: os sinais de um aneurisma podem variar dependendo de sua localização. Um aneurisma localizado perto da superfície do corpo, por exemplo, pode formar um caroço latejante, fazendo com que você sinta dor e inchaço.

No cérebro, o aneurisma pode provocar tontura, dores de cabeça ou visão dupla; no abdômen, pode causar dor e uma pulsação na região abdominal.

Demência

Demência é uma condição médica na qual você sofre um declínio de suas funções cerebrais. Segundo uma pesquisa, a hipertensão arterial pode, ao longo do tempo, provocar mudanças no funcionamento cerebral e aumentar o risco de demência.

Sintomas que merecem sua atenção: você pode ter problemas associados à memória, julgamento, linguagem e habilidade mental.

Também há o risco de você se tornar apático ou sofrer uma lentidão no raciocínio, além de apresentar dificuldade para socializar ou controlar as suas emoções.

Conheça 9 Alimentos que Ajudam a Combater a Hipertensão, AVC e Colesterol Alto

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade