Solução caseira para colite

O que é uma colite?

O termo colite refere-se a uma inflamação crónica do intestino grosso que traz muitos incómodos. Normalmente, a colite pode ser causada ou manifestar-se através de duas formas: colite ulcerosa e doença de Crohn. Também pode ser causada, indirectamente, por medicamentos.

Solução caseira para colite

Uma boa solução caseira para a colite é o sumo natural de maçã. Existem diversos sintomas, como por exemplo: as dores de barriga, diarreia,sangue e até pus. Como já dissemos podemos recorrer ao sumo natural de maçã para resolver o problema – deve ser tomado regularmente para ser eficaz.

Preparação: Utilizando um liquidificador prepare o sumo de maçã – lembre-se que o sumo deve ser o mais natural possível, por isso não adicione quaisquer outro alimento. É recomendável que tome o sumo 5 vezes por dia – sempre durante o período de tempo em que os sintomas se verifiquem.

Para a recuperação ser mais fácil e eficaz, recomenda-se que deve continuar com o sumo de maçã mais 2/3 dias depois dos sintomas desaparecerem. Assim, esta precaução ajudará a limpar o intestino das impurezas.

Como a maçã ajuda a combater a colite? Não é só através da hidratação do intestino que a maçã ajuda a combater a colite, mas também através das suas propriedades terapêuticas para desintoxicar o intestino.

Durante o tempo que tiver com a infecção é importante trocar as comidas demasiado pesadas pela ingestão de líquidos,frutas e verduras. Assim, estará a contribuir para melhorar o funcionamento do organismo, o que fará que a recuperação seja mais rápida mas ao mesmo tempo eficaz.

Conclusão

Trocas medicamentos cheios de químicos por um belíssimo sumo natural é uma excelente ideia para combater a colite. Mais uma vez, demonstramos que é possível recuperar de uma infecção sem recorrer a químicos.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:53 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)