Solução caseira para sinusite: chá de sálvia

Enfrentar o problema da sinusite é um desafio que milhares de pessoas têm que aceitar durante a epóca mais fria do ano.

Com a chegada das temperaturas baixas e da chuva, o sistema imunológico encontra-se mais fraco e fica mais vulnerável a potenciais agressores e bactérias.

Com a acumulação de muco causada pela congestão nasal e pelas constipações, também característica desta altura, os seios e cavidade nasais, onde o muco costuma fluir normalmente, ficam cheias de germes e bactérias e, precisamente, de muco nasal.

Estas cavidades, chamadas de seios nasais, podem-se localizar atrás da testa, no osso nasal, nas bochechas e perto dos olhos.

Existem três tipos de sinusite

Uma aguda, que dura cerca de quatro semanas, a subaguda, que dura entre quatro e doze semanas e a crónica, que pode durar entre três meses ou mais.

A sinuste aguda é a mais comum e os seus sintomas são bastante conhecidos: máu hálito, perda do olfacto, tosse, cansaço geral, febre, dor de cabeça ou dor de dentes (depende dos seios nasais onde se localiza a sinusite), congestão nasal e dor de garganta.

A sinusite é ainda responsável pela secreção espessa do muco, que passa a ser de cor esverdeada. Em muito semelhante à constipação e à gripe, mas que necessita de um tratamento adequado. Evite ambientes húmidos, ar condicionado e ambientes, onde a propagação de bactérias, germes e vírus é mais provável.

Solução caseira para sinusite

Para além da medicação recomendada pelo médico, pode e deve apostar em soluções caseiras como o chá, que ajudam sempre a reforçar o sistema imunológico.

Experimente beber chá de sálvia, três vezes por dia. Coloque uma colher de sobremesa de folhas de sálvia numa chávena e cubra com água acabada de ferver.

Deixe o chá arrefecer, coe as olhas de sálvia e está pronto a beber. Adoce com um pouco de mel, a seu gosto.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 5:09 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)