Solução Caseira Para Urticária

Solução Caseira Para Urticária

A urticária é uma doença de pele caracterizada por lesões cutâneas edematosas e eritematosas. A urticária é acompanhada, em geral por prurido (coceira).

As lesões são designadas por ramos e são o resultado do edema e vasodilatação da derme superficial. A duração da urticária varia de 2 a 6 horas após o seu início. A urticária não deixa marcas ou lesões de pele.

Remédios homeopáticos corretos para tratar crises de eczema e urticária

A urticária é provocada por reações alérgicas, no entanto existem várias causas alérgicas. A maioria dos casos de urticária dura menos de seis semanas (urticária aguda) e são o resultado de um conjunto alergias.

A urticária crónica, que dura mais de seis semanas raramente acontece devido a uma alergia. Assim, se sofre de urticária saiba que existe uma solução caseira que o poderá ajudar a aliviar esses sintomas e acabar com a vontade de andar sempre a coçar-se.

Esta solução caseira contra a urticária é um banho com farinha de aveia.

Preparação do Banho com Farinha de Aveia Contra a Urticária

Vai precisar de 200g de flocos de aveia e 10 gotas de óleo de alfazema. Primeiro terá de moer os flocos de aveia até conseguir uma farinha fina.

De seguida coloque a farinha de aveia e as gotas de óleo de alfazema numa banheira com água morna (meia banheira).

A pessoa que sofre de urticária deve permanecer cerca de 20 minutos dentro da banheira, no tradicional “de molho”, e quando sair deve deixar a pele secar sem esfregar!

A farinha de aveia e o óleo de alfazema irão proporcionar-lhe um banho relaxante, e como resultado verá os sintomas de comichão e irritação a aliviar.

Como referimos, a urticária pode dever-se a uma reação alérgica a uma substância, assim, recomendamos que tome o tal banho em aveia, que ajuda a aliviar os sintomas de urticária, mas também que consiga identificar qual a substância que lhe está a provocar a alergia e assim tentar manter-se afastada dela.

Fala-se de urticária aguda quando as lesões têm uma duração inferior a seis semanas e urticária crónica, quando as lesões são mais longas.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Esta matéria tem 3 Comentários
  1. Ana Ribeiro Reply

    importante a informação. Legal!!

  2. MIRIANE GOMES Reply

    eu tenho 28 anos, e de uns três anos para cá comecei a ter urticarias, já fui em dois alergistas fiz o teste de contato com plaquetas contendo 44 reagentes e deu negativo e fiz também exame de sangue para detectar se é nalgum tipo de alimento mas o mesmo também deu negativo, e constantemente aparece em todo meu corpo, cabeça, rosto braços, pernas, nádegas, costas,enfim em todo corpo mesmo.quando a urticaria está bem atacada eu tomo injeção pois comprimidos e xaropes não faz nenhum efeito, mas mesmo assim ela volta em seguida, tentei observar se é algum tipo de alimento, no caso temperos como sazon e caldo kinnor eu percebe que faz mal, ja outros alimento as vezes causa problemas e as vezes não. já não sei o que fazer .essa foto ai foi tirada dois dias apos ter aparecido e tomado hidrocortisona. o que tem a me dizer??

  3. Elia dos Reis Reply

    Tenho 44 anos ha cinco anos tenho urticarial da pele.quando comecou era sempre no verao…bastar transpirar comeca a coseira…e atacava me 2 meses e passava…do ano passado para ca sao todos os dias…e estou a constatar uqe tenho uma urticarial cronica e nao sei efectivamente o pue me provoca para poder evitar.suspeito alguns medicamentos, o meu proprio sour isso esta claro pois basta ir ao ginasio transpirar todo sitio que transpitou e afectado….o que tera o meu sour,sera que e alergica da roupa.de alguns medicamentos//? o que posso fazer para descubrir o que me provoca essa alergia.tenho tomado prednisolone (balsolone)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 5:21 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)