Steve Jobs

Steven Paul Jobs, conhecido como Steve Jobs, nasceu em São Francisco, Califórnia, a 24 de Feveiro de 1955 e faleceu em Palo Alto, Califórnia, a 5 de Outubro de 2011.

Steve Jobs Antes e Depois e Biografia

 

Steve Jobs é filho de Joanne Simpson e de Abdulfattah John Jandali. O seu pai, pertencia a uma importante família da Síria, possuidora de vários negócios, entre os quais poços de petróleo. A sua mãe era de origem alemã. Os seus pais conheceram-se na década de 50, quando frequentavam a Universidade de Wisconsin. A família de Joanne, profundamente católica, opunha-se de forma firme à relação.

Em 1954, Joanne engravidou durante uma viagem do casal à Síria. O casal acordou depois que não se casaria e que o bebé seria dado para adoção. Assim, Joanne viajou para São Francisco, por forma a ser acompanhada por um médico especializado em acompanhar mães solteiras.

O referido médico seria também o responsável pelo parto e por encaminhar o bebé para adoção, de forma discreta. Joanne apenas aceitou, sob a condição do bebé apenas ser entregue a um casal que possuísse pós-graduação universitária. Assim, quando Steve Jobs nasceu foi entregue a um advogado e à sua esposa. Contudo, estes sonhavam com uma rapariga e declinaram o bebé.

Steve foi depois encaminhado para Paul Reinhold Jobs, um ex-membro da guarda costeira que se tornara mecânico e para a sua esposa, Clara Hagopian Jobs.

Joanne recusou-se inicialmente a dar o aval para a adoção, por o casal não preencher os requisitos que ela havia exigido. Mas quando Paul se comprometeu a criar um fundo, para suportar o envio de Steve para a faculdade, Joanne acabou por assinar os papéis de adoção, entregando assim de forma definitiva o bebé à família Jobs.

Em 1958, os pais de Steve Jobs adotaram mais uma criança, desta feita uma menina chamada Patty. O crescimento da família implicou a mudança para Mountain View, em Palo Alto.

Na década de 60, Palo Alto fervilhava com os avanços tecnológicos, o que incentivou Steve a procurar desenvolver os seus conhecimentos no campo da eletrónica. Durante a sua adolescência Steve passava muitas horas na garagem de sua casa, desenvolvendo competências técnicas.

Ainda antes de terminar os seus estudos secundários, Steve conheceu o engenheiro Larry Lang, que lhe deu a conhecer o Clube do Explorador da Hewlett-Packard, um grupo de trabalho constituído por estudantes, que se reuniam todas as semanas no refeitório da HP. Pouco tempo depois, Jobs conseguiria um emprego na Hewlett-Packard.

A adolescência de Jobs percorreu os caminhos normais de um adolescente californiano na década de 60. Steve envolveu-se em atividades musicais e literárias e começou a fumar erva durante a sua juventude. Nas suas aulas de eletrónica, conheceu Stephen “Steve” Wozniak, que seria seu parceiro em iniciativas futuras.

O primeiro projecto da dupla Jobs/Wozniak consistiu na “caixa azul”, um aparelho que permitia a realização de chamadas de longa distância de forma inteiramente gratuita. A sua invenção teve interessados e a dupla começou a vender cada aparelho por 150 dólares.

O negócio terminaria de forma abrupta, quando Jobs e Wozniak foram roubados por um cliente armado, com quem se encontraram para fazer uma demonstração. Contudo, “a caixa azul” foi realmente essencial para a criação da Apple, como reconheceu Jobs anos depois.

Em 1972, Steve saiu de casa dos seus pais, para ir viver com a sua namorada Chrisann Brennan. Meses depois entrou para a Reed College, uma universidade de Portland, a qual só frequentou durante seis meses. Apesar de ter desistido do curso, Jobs frequentou as instalações da universidade durante um ano e meio, assistindo apenas às aulas nas quais tinha interesse.

Durante este período, Jobs adotou um estilo de vida alternativo, sendo influenciado por livros sobre a espiritualidade. Para além de se ter tornado adepto de dietas compulsivas, Jobs deixou de tomar banho e andava sempre descalço. Como forma de fazer algum dinheiro, começou a recolher garrafas, que depois devolvia a troco de pequenas quantias.

Em 1974, Jobs entrou para a Atari. Na verdade, apenas aceitou o emprego como forma de financiar a sua viagem à Europa e à Índia, onde pretendia fazer um retiro espiritual.

Depois de ter realizado a sua viagem, Jobs regressou à Atari, onde desenvolveu em parceria com Wozniak uma nova versão do jogo Pong. Na altura, Wozniak ainda trabalhava na Hewlett-Packard, mas continuava a trabalhar nos projetos de Jobs. Este episódio ficou famoso, porque uma década depois, Wozniak descobriu que Jobs o havia enganado com os pagamentos.

A Apple Computer Inc nasceu em Abril de 1976, com o intuito de comercializar um computador pessoal desenvolvido por Wozniak. Jobs ficou impressionado com o dispositivo desenvolvido pelo seu amigo e convenceu-o a abrir uma empresa, com o intuito de iniciar o processo de comercialização.

O nome “Apple Computers” foi sugerido por Jobs, que se encontrava na altura a cumprir mais uma das suas dietas baseadas em fruta.

Em 1977 nasceu uma nova empresa, a Apple Computer Co, criada para financiar o novo computador da Apple. Depois de conseguirem o financiamento, Jobs e Wozniak avançaram para o desenvolvimento do Apple II, o projeto que inaugurou verdadeiramente o conceito Apple que mescla funcionamento com a preocupação com o design.

O Apple II venderia 6 milhões de unidades, ao longo de 16 anos. Seguiu-se um dos poucos episódios de fracasso, com o lançamento do Apple III, que falhou em toda a linha.

Na mesma altura, uma equipa de engenheiros da Apple visitou o Xerox PARC, onde equipas da Xerox haviam desenvolvido tecnologias inovadoras. A Apple aproveitou essas ideias, no que é referido hoje como “o maior ataque na história da informática” e aplicou-as depois no desenvolvimento do Apple Lisa.

Em 1981, Jobs decidiu abandonar o desenvolvimento do Apple Lisa e focar-se no projeto Macintosh, que havia atraído a sua atenção. Em pouco tempo, conseguiu afastar o então líder do projeto, Jef Raskin e tomar ele próprio as rédeas. Durante meses, desenvolveu-se um verdadeiro clima de guerra entre as equipas que trabalhavam no Apple Lisa e no Macintosh.

Para a história ficou a apresentação do Mac, com Steve Jobs a apresentar o produto de forma teatral e a entusiasmar uma multidão impressionada. Posteriormente, tentou-se unificar as equipas do Mac e do Lisa, mas as clivagens eram demasiado profundas e a nova equipa nunca funcionou.

A forte pressão que Jobs colocava sobre as equipas e a sua atitude cada vez mais extravagante conduziu à sua saída da Apple, em 1985.

Posteriormente, Jobs criou a NeXT, uma empresa que falhou redondamente no desenvolvimento de software, mas que criou um sistema operacional impressionante.

Face à necessidade urgente de um novo sistema operacional, a Apple adquiriu a NeXT, conduzindo assim ao regresso de Jobs. A operação de aquisição foi concluída no final de 1996.

O seu regresso à Apple representou o nascimento de uma história de sucesso, com o lançamento de produtos como os iPod e os iPhones. O progresso da Apple, sob o comando de Jobs, fez com que ele se tornasse um verdadeiro ícone da indústria digital.

A 5 de Outubro de 2011, dois meses após ter renunciado à presidência da Apple, Steve Jobs faleceu, vítima de um cancro no pâncreas.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça uma Pergunta ou Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:50 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)