Suco de Abóbora para Problemas nos Rins

O Suco de abóbora mostrou ser eficaz em problema nos rins.

Os rins têm uma grande importância para o organismo. Através deles, as substâncias tóxicas que estão presentes no sangue, produzidos na respiração celular, são filtradas e excretadas.

O sistema urinário é o principal excretor do corpo. Sem um funcionamento adequado dos rins, o sangue ficaria com demasiadas toxinas, provocando falhas na ação das funções essenciais dos órgãos.

Existem alguns sintomas indicativos da presença de problemas nos rins. Ardor, dificuldade em urinar, vontade constante de urinar, e em casos mais avançados, presença de sangue ou espuma na urina.

Assim, se sentir algum destes sintomas, ou se notar alguma alteração na cor e no volume de urina, consulte um médico, pois pode querer dizer que esteja com algum problema nos rins.

Estes problemas podem ser de várias ordens.

Podem ser doenças hereditárias ou congénitas, ou nas situações mais comuns, infecções e inflamações.

Um dos problemas que mais ocorrem nos rins, é a chamada pedra no rim.

Isto acontece quando há uma grande acumulação de minerais nos tubos uriníferos, formando uma pequena pedra que avança dificilmente por esses estreitos canais, provocando muitas dores.

Assim, neste artigo apresentamos uma receita caseira que o irá ajudar a prevenir este problema.

Suco de abóbora

Para fazer esta receita basta colocar no liquidificador alguns pedaços de abóbora e água.

Tenha cuidado e escolha as abóboras mais brilhantes e mais duras, sinais de qualidade.

Normalmente meio quilo de abóbora irá produzir 120 a 180 ml de suco. Não o beba tudo de uma só vez. Pelo contrário, beba pequenas quantidades ao longo do dia.

Para que este se mantenha em condições, deve guardá-lo no frigorífico.

Este líquido, rico em vitaminas B1 e B2, irá ajudar a manter o organismo limpo, prevenindo dessa maneira o aparecimento de pedras no rim.

» Conheça 10 Remédios Caseiros Para Pedras nos Rins

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 5:21 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)