Suco de mel e agrião para problemas respiratórios

Suco de mel e agrião para problemas respiratórios: Se sofre de asma ou bronquite desde pequeno então este remédio natural é ideal para si. Sem corantes nem conservantes e muito menos aquelas “drogas” dos medicamentos tradicionais.

A falta de ar e mau estar são sintomas que algo não está bem com o organismo, e deverá mesmo ter que consultar um médico. Mas, com este aliado natural à sua saúde verá que os resultados serão notórios e terá uma vida mais plena. Note que não é dispensável de todo a consulta com um médico, apenas será um aliado natural para que possa tratar este problema de forma mais rápida e eficaz ajudando assim a sua saúde.

Para preparar este remédio caseiro são necessários os seguintes ingredientes: 1 copo de suco de laranja, 2 ramos de agrião, 1/2 cenoura, 1 colher (sopa) de mel e ½ copo de água.

Como não poderia deixar de ser, a preparação deste sumo é bastante prática e fácil, basta que corte a cenoura e os ramos de agrião em pedaços bem pequenos e que posteriormente os adicione num liquidificador junto com todos os outros ingredientes e deixe dissolver bem.

Nunca é demais referir que um sumo bem batido e com textura homogénea é uma mais valia para que o seu tratamento seja um sucesso pois todas as propriedades dos ingredientes estarão bem misturadas.

O agrião possui propriedades descongestionantes que demonstram uma eficácia acrescida neste tipo de tratamentos. Recomendamos que tome este sumo 3 vezes ao dia entre as principais refeições. Verá que estas doenças estarão muito mais controladas uma vez que estes são excelentes ingredientes para que possa combater a asma e a bronquite de forma saudável e fácil sem gastar muito dinheiro.

https://www.fotosantesedepois.com/usar-mel-curar-ulceras-nas-pernas-escaras-queimaduras-cortes-feridas/

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 5:25 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)