Tensão Pré-Menstrual (TPM) - Sintomas, tratamento, causas e prevenção
Fotos Antes e Depois

Tensão Pré-Menstrual

A síndrome da tensão pré-menstrual, também conhecido como TPM, refere-se a sintomas que podem começar uma ou duas semanas antes da menstruação.

Estes sintomas costumam desaparecer logo após o início da menstruação. Os TPM podem ser piores ou melhores, consoante o mês.

Pode afetar a forma como age ou sente.  Cerca de metade das mulheres têm TPM, em algum momento da sua vida. Torna-se mais frequente com a idade.

Não existe cura para a tensão pré-menstrual, mas os medicamentos podem ajudar a aliviar os sintomas.

Causas da tensão pré-menstrual

A tensão pré-menstrual é provocada por alterações nos níveis de umas substâncias químicas existentes no corpo, denominadas hormonas.

Existem factores que agravam a TPM, nomeadamente uma má alimentação, a falta de exercício físico, assim como o consumo excessivo de cafeína.

Os sintomas da  tensão pré-menstrual podem ser mais intensos se tiver problemas de estresse ou mentais. Os médicos não sabem porque é que os sintomas da SPM são piores numas mulheres que noutras.

Sinais e sintomas da tensão pré-menstrual

Podem ocorrer muitas alterações diferentes, mas a maioria das mulheres apenas tem algumas. Poderá sentir alterações na forma com age ou como sente.

Poderá sentir-se aborrecida, tensa, ansiosa, triste ou com aumento do apetite. Poderá ter variações de humor, ataques de choro ou vontade de ficar sozinha.

Poderá ter desejo de alimentos como chocolate, açúcar ou sal. Algumas mulheres têm dificuldade em raciocinar e em concentrar-se. Poderá sentir-se bastante cansada e com dificuldades em adormecer.

Também poderá sofrer alterações no corpo como aumento de peso, tensão mamária, edema do abdómen (barriga), tornozelos, mãos e da face.

Também pode surgir acne (borbulhas) e dores de cabeça. Algumas das mulheres sentem tonturas e sensação de desmaio.

Poderá ter dificuldades em evacuar ou ter diarreia. Poderá não urinar com tanta frequência. Poderá perder o interesse e o prazer sexual.

Cuidados a ter

Diminuir a ingestão de sal pode ajudar a reduzir o edema corporal. Tente não beber ou comer produtos com cafeína, pois o excesso de cafeína pode ajudar a aumentar a ansiedade e o mal estar. Não beba álcool. Durma bastante e faça exercício diariamente.

Tratamento para tensão pré-menstrual

Não há uma cura para a TPM. Os medicamentos que ajudam o seu corpo a eliminar água podem ajudar a eliminar os edemas. As pílulas contraceptivas ou outros medicamentos, podem ajudá-la a sentir-se melhor.

O aconselhamento ou a adesão a um grupo de TPM pode ajudá-la e à sua família a familiarizar-se com a tensão pré-menstrual.

Alterar a sua dieta, fazer mais exercício e diminuir o estresse também pode ajudar a reduzir os sintomas.

Leia também: Líquido no Útero: Desfrute de 18 Remédios Caseiros para Problemas no Útero

Aula gravada de Ginecologia – TPM – Tensão Pré-Menstrual (PARA ESTUDANTES)

Definição: ciclicidade, é a recorrência cíclica da fase lútea, quer dizer na 2ª fase do ciclo, por uma combinação de modificações físicas, psicológicas ou de comportamento severas ou suficientes para determinar piora nas relações inter pessoais ou interferência negativa nas atividades usuais da mulher.

Então aquela paciente que tem “ah hoje no 1º dia depois da menstruação eu estou em tensão pré-menstrual” não tensão pré-menstrual é pré menstrual mesmo e consecutiva, 3 meses no mínimo.Do contrário não é considerado como sintoma.

Toda vez que ela menstrua ela começa a parte proliferativa então já não é mais tensão pré-menstrual.

Quando você vai menstruar você fica irritada, mais agressiva, mais chorosa, mais sensível, no dia seguinte que a menstruação vem você fica legal tudo parece que melhorou.

Então isso determina realmente a TPM.A partir do momento que você menstrua e “ah hoje eu to depressiva” não, isso não é mais tensão pré-menstrual.

Atinge qualquer faixa etária a partir do menacme.

O que é menacme?

Primeira menstruação é menarca. Isso é o período reprodutivo da mulher. Mas frequente após os 30 anos de idade, mas pode acontecer tanto antes quanto depois dessa idade.

Qual é o sintoma? Qual que é o quadro clínico? Qual é a queixa da paciente que tem TPM?
Ela tem sintomas variados.

As queixas mais comuns psicológicas são: ansiedade, depressão, tensão, labilidade de humor varia conforme o estado de espírito, irritabilidade, inquietação, baixa auto-estima, insônia, aumento da sonolência, confusão, concentração diminuída, diminuição da memória e distração.

Então todos estes sintomas têm que estar presentes?
Não alguns deles que estejam presentes nesse período pode ser considera dos como sintomas comuns da TPM.

Alterações físicas: cefaléia tensional, enxaqueca, mastalgia, aumento do volume abdominal principalmente pela retenção de líquido, a mastalgia também pela retenção de líquidos, dores generalizadas, ela fica poliqueixosa, dói tudo, aumento de peso pelo aumento da retenção hídrica e fogachos, aumento do calor.. desmaios, tonturas, náuseas, palpitações e cansaço.

Alterações comportamentais, isso que é o pior, isso é o que mais atinge a relação inter pessoal dela, ela tem aumento do apetite, come exageradamente, desejo por alimentos específicos ou mais salgados ou mais doces, tem pacientes que falam que comem mais da alimentação doce no período pré menstrual.

Não em atividades sociais profissionais, ela não quer papo com ninguém, não quer ver ninguém, não quer relação social com ninguém, maior permanência em casa, aumento do consumo de alcool e diminuição da libido.

O aumento do consumo de álcool abre um parêntese aqui é porque tem pacientes que usando bebidas alcoólicas ou alimentos ricos em substâncias estimulantes elas ficam mais excitadas, agitadas nesse período, então devem tentar evitar a bebida alcoólica e esses como café, coca cola… porque elas ficam mais agitadas, mas ansiosas nesse período.

Etiologia: a síndrome de TPM não te m uma etiologia determinada, ninguém sabe com certeza, o porque como ela começa.

Por isso que é a discussão da maioria dos ginecologistas os que acreditam e os que não acreditam, porque você não tem uma definição, não tem uma etiologia determinada, mas você sabe de alguns pacientes que têm esses sintomas.

Hoje a gente estava conversando no ambulatório com o grupo que tem médicos que trata pacientes por papel e você às vezes tem que relacionar o papel com o paciente, com a pessoa que você ta vendo.

Então é o mesmo caso da TPM, existe não existe? Não sei, agora tem paciente que tem queixa? Tem, então o ginecologista tem que tratar mesmo não tendo nenhuma comprovação que ela tenha essa patologia.

Não tem nenhum exame que eu possa fazer para eu ter certeza que ela está em TPM? Não tem. Você não tem dosagem hormonal que faça, não tem U.S, não tem nada que você possa fazer para comprovar a não ser a queixa clínica dela.

Diagnóstico vai basear na grande discrepância entre os dados relatados pela paciente, retrospectivamente ela fala “olha há 1 ano, há 6 meses, há 3 meses … eu venho tendo todo período pré menstrual esses sintomas e agora ta me causando um problema muito social, eu não consigo trabalhar, minha relação com meus colegas de trabalho, com meu marido em casa, com meu namorado, ta muito difícil, então eu quero um tratamento pra isso”

A história dela tem um passado, é retrospectiva, e as informações obtidas de maneira prospectiva, ela vai informando, “ semana que vem eu vou ficar menstruada e eu já sei que isso vai acontecer “.

Ela tem a noção exata do que está acontecendo. É fundamental o registro objetivo desses sintomas prospectivamente por no mínimo 2 ciclos para se obter algum grau de confiabilidade no diagnóstico.

As dosagens hormonais não estão indicadas para esse diagnóstico, não tem nenhum exame complementar que te ajude nesse diagnóstico, só a história da paciente.

Qual é o tratamento?

Além disso tudo aí o que geralmente (??) primeiro?
Se a vida dela ta uma porcaria ela primeiro tem que se ajudar, tem dia você não ta legal, a vida ta ruim tem que se ajudar, primeiro ela tem que ter consciência de que ela precisa melhoras algumas coisas:

Primeiro – educação alimentar, ela tem que ter uma modificação do hábito alimentar dela, principalmente nesse período, ela tem que ser orientada do que está acontecendo e dependendo do grau de complicação, constrangimento que está sendo causado no ambiente familiar, no ambiente de trabalho dela, tem que ser orientado a esses familiares, a essas pessoas de convívio social dela que isso é uma patologia, que tem que ter paciência, mas tem que ter uma cooperação de todos.

Então: orientação e educação da paciente e seus familiares, modificação dietética (o que ela tem que evitar o que ela pode comer mais), alimentação equilibrada, rica em proteínas, fibras, carboidratos adequados e baixa ingestão de gorduras, a gordura é estimulante, então cai na mesma história da bebida que eu já falei.

Alimentos muito salgados e muito doces podem levar a retenção de líquidos, então vai piorar a mastalgia, vai aumentar o ganho de peso, o volume abdominal, então piora todos esses sintomas.

Bebidas como café, chá, coca-cola devem ser evitadas por serem muito estimulantes, além do álcool que foi aquilo que eu falei, ela já ta mais irritada, mais impaciente, então quando ela tem uma ingestão maior nesse período a chance dela ficar mais estimulada é bem maior.

Vitamina B6 também é indicada,vitamina E, principalmente quando a paciente tem queixa de mastalgia , não sei se eu já comentei com vocês, a paciente que tem mastalgia freqüentemente a gente associa vit E com ácido graxo, tem uma melhora clínica muito boa, também não tem nenhum estudo comprovado científico que justifique a atuação da vit E na mama, mas a paciente melhora clinicamente.

Medroxiprogesterona

Porque que a gente faz medroxiprogesterona na paciente que tem TPM?

O acetato de medroxiprogesterona é aquela contracepção injetável trimestral.

Porque que vocês acham que isso aí tem ação de alguma coisa? Ela não vai menstruar, então ela não vai ter TPM concordam?

Então se a sintomatologia é pior porque ela menstrua, se ela quiser o método contraceptivo que não menstrue é melhor coisa para ela, ela não vai menstruar mais não vai ter mais sintomas.

Diuréticos para retenção de líquidos

ACHO porque a pílula diária que ela toma é a necessidade diária que ela tem p ra não sangrar, então ela não tem mais ciclo, ela não tem mais estrogênio aumentado, pico de LH, progesterona, ela não tem mais isso, então o ACHO vai manter ela em amenorréia durante um (o?) mês para ela sangrar naquele período de pausa, então ela tem mais variação hormonal, então ela não tem mais ciclo menstrual, ela tem amenorréia enquanto tiver usando a pílula e quando ela parar ela vai sangrar. Entenderam???

A Bromocriptina e a Bromoergocriptina são mais usadas em pacientes com mastalgia que eles dão uma equilibrada na prolactina e melhoram a mastalgia da paciente.

Danazol quando você faz bloqueio de eixo na paciente para ela não menstruar só que é um tratamento mais agressivo, a gente tem que citar, mas não é uma medicação muito utilizada.

  • Gestrinona também faz bloqueio de eixo.
  • Prostaglandinas que são antiinflamatórios, analgésicos para melhorar cólicas, dismenorréias.
  • Ácido mefenâmico
  • Piroxican que é o tilatil que também é utilizado
  • Flufenazina
  • Fluxetina
  • Benzodiazepínicos
  • Agonistas do GnRH

Só que o que acontece, o que a gente vai mais ver na prática, o mais comum é a paciente chegar com queixa, a gente cita todos esses tratamentos, mas o que é mais comum:

o ACHO para aquela paciente que tem vida sexual ativa e não deseja engravidar , então você pode usar o ACHO que é cíclico que ela menstrua todo mês, você pode usar o injetável mensal, você pode usar a injetável trimestral que é só de progesterona e resolve completa ente o problema dela, o uso de fluxetina, paciente tem uma melhora clínica dessa depressão, dessa ansiedade no período pré-menstrual.

Então você tem a dosagem de 10 e 20 mg que são as duas dosagens que podem ser usadas, vocês vão ver muita gente ainda usando porque foi propaganda do início do ano para cá, ta na moda fazer e a melhora dietética e a atividade física também, a paciente que tem uma atividade física regular, freqüente ela tem uma melhora muito grande da TPM.

Paciente que acusada de assassinato durante TPM ela pode usar isso como argumento de defesa ( hahahah), para vocês verem teoricamente o peso da patologia. Então é uma patologia que tem que ser vista com uma certa cautela? Tem

É muito comum de acontecer, mas as vezes é confundida com um dia de stress da gente, uma preocupa cão, quem realmente tem esses sintomas, é feito o tratamento, é feito a mudança dos hábitos de vida e continua com essa queixa, não tem que ser (???) ta bom??

Malformações genitais

Não confundir com inter sexo, a aula não é de inter sexo, são malformações genitais.

Para entender de malformações genitais a gente tem que falar um pouco de embriologia , coisas básicas de embriologia.

Primeiro como é feita a diferenciação do sexo, porque que vira homem e mulher. Vocês sabem que inicialmente XY e XX , desde que se tem a fecundação já se sabe se é XX OU XY.

Até 6 semanas a gônada é indiferenciada, tanto pro sexo masculino quanto pro feminino, então todo ser inicialmente tem potencial pra ser o tanto masculino ou feminino.

O que determina?

Na presença do cromossomo Y numa porção desse cromossomo chamado SRY vai ter uma substância chamada TDR (FDT) que é fator determinante testicular, então como o próprio nome diz, ele vai transformar essa gônada indiferenciada em testículo.

Então a presença do cromossomo Y é importantíssima.

E da diferenciação em testículo ocorre a produção de testosterona, ela vai levar o desenvolvimento do ducto de Wolff masculino e o testículo também vai produzir o HIM hormônio inibidor Mulleriano que vai fazer o que?

A regressão dos ductos de Muller, com isso vai ter a formação dos órgãos genitais masculinos. Então a formação dos órgãos genitais masculinos é de forma ativa, é dependente da presença do Y na porção SRY.

Como é que é na mulher?

Na ausência do Y essa gônada indiferenciada ela se desenvolve em ovário, então se não tiver o TDR a gônada vai se desenvolver ovário, desenvolvendo para ovário não vai ter a produção de testosterona nem HIM, o que que acontece?

O ducto de Wolff não se desenvolve e o ducto de Muller se desenvolve. Essas são as noções básicas de embriologia, é isso que ocorre na diferenciação sexual.

Outra coisa que é importante vocês saberem sobre embriologia: o ducto de Muller, os ductos, são 2, pra se ter uma genitália perfeita, genitália interna, esses ductos tem que sofrer 3 processos: desenvolver, fundir e canalizar (??).

Se algum desses 3 processos não ocorrerem nós vamos ter as patologias que eu vou falar daqui a pouco.

É importante dizer também: o ducto de Muller ele dá origem as trompas, útero e aos 2/3 superiores da vagina.

O 1/3 inferior da vagina e a genitália externa são originados do seio urogenital (??), então quer dizer, tem outra origem.

Se o ducto de Muller não se desenvolver em uma mulher por algum problema, ela vai ter o órgão genital externo dela normal porque a origem é outra.

Órgãos genitais externos

Vulva= das patologias da vulva uma das mais freqüentes é a que ocorre nos pequenos lábios. O que pode ocorrer nos pequenos lábios? Primeiro que é muito raro ter os 2 pequenos lábios idênticos, só que a assimetria, diferença um do outro não causa problema nenhum.

Outro problema é a hipoplasia dos pequenos lábios, é aquela mulher que tem o pequeno lábio bem fininho, bem pequeno, problemas?

Nenhum também. A terceira patologia é a hipertrofia dos pequenos lábios.

Problemas físicos?

Nenhum, pode ter problemas estéticos, a mulher se sentir mal, porque fica com muita sobre de pele, as vezes incomoda e ela até pede para gente fazer uma cirurgia, uma plástica daqueles pequenos lábios.

Essa plástica chama-se Ninfoplastia, é simples, você resseca aquele excesso de pequenos lábios. É puramente estético.

Uma outra patologia que é muito comum, as vezes os pediatras nos mandam resolver esse problema, são os pequenos lábios colados, seria a sinéquia de pequenos lábios, nada assim demais também.

A gente corrige com tração (descolar um do outro) e uso de estrogênios tópico para evitar que colem de novo e orienta a mãe pra ta sempre separando porque se deixar eles juntos vão colar de novo.

Qual o problema que isso pode causar?? Eles podem fechar o intróito vaginal e se for muito grande pode fechar a uretra lá em cima, então pode levar a ter retenção(??) urinária.

Clitóris 

a agenesia de clitóris tem relatos, mas é raríssima. O que a gente mais vê é hipertrofia de clitóris.

Problema nisso? Estético, tem mulheres que se incomodam por ter o clitóris muito grande, se não for algo muito grande a gente orienta ela que aquilo ali não tem mal nenhum.

O que tem que se fazer?

Primeiro se for numa RN você tem que diferenciar se é um clitóris hipertrofiado ou um micro pênis, porque na verdade pode ser um inter sexo.

Então você tem que fazer a diferença, ver aonde está a uretra, se a uretra estiver passando por dentro do clitóris não é clitóris, é um micro pênis.

Outra coisa que você tem que pensar é pode ter sido uma hiper produção de androgênio pela mãe ou ela ingeriu androgênio durante a gravidez que fez a criança ter uma hipertrofia de clitóris.

Agora numa adulta uma mulher que tinha clitóris normal e ele começa a crescer, primeiro você tem que descartar se não é um mioma que ela está tendo por baixo do clitóris.

Vocês pensam que mioma é só no útero, não, mioma tem em qualquer lugar, ela pode ta tendo ali na região do clitóris, você tem que fazer a diferença, diagnóstico diferencial.

E ela pode estar tendo uma produção endógena de testosterona, tem tumores ovarianos produtores de testosterona, tem que fazer diagnóstico diferencial.

Hímen

a única patologia não é tão rara assim, de vez em quando a gente vê, é o hímen imperfurado, claro que isso vai trazer problema. Na infância é difícil você identificar o hímen imperfurado.

Quando você vai descobrir?

Quando essa menina chegar na puberdade primeiro vai apresentar amenorréia, ela não vai ter menstruação, na verdade não é amenorréa é criptomenorréia (??) porque ela menstrua só que a gente não vê, mas ela vai fazer a queixa que está com 15 anos e não menstrua.

Outra queixa comum todo mês ela sente muita cólica, uma dor danada, você vai ver, tem que colocar a paciente na posição e ver se tem o orifício no hímen. Inicialmente começa acumular sangue na vagina isso se chama hematocolpos, com a progressão e todo mês a produção de sangue menstrual continua (??) chega até o útero, isso se chama hematometra, esse sangue no útero, quando esse sangue chega na tuba uterina se chama hematosalpinge.

Pode chegar ao ponto de ter refluxo de sangue para cavidade peritoneal, isso pode dar dor porque pode irritar o peritônio e também aumenta a incidência de endometriose.

Esse é todo processo clínico do hímen imperfurado.

Como é que eu faço o diagnóstico?
Na hora que eu coloco a paciente na posição o hímem vai estar roxeado e abaulado, porque tem sangue empurrando. Tratamento disso: HIMENOSTOMIA com incisão em cruz.

Órgãos genitais internos

Vagina, Síndrome de Rokitansky, o que é?

É a mulher que nasce sem vagina, geralmente associada a ausência de útero também. Raramente se tem o útero, mas na maioria das vezes acompanha a ausência de útero também.

É aquela mulher que não tem vagina porque não teve o desenvolvimento do ducto de Muller. Eu não falei pra vocês que o 1/3 mais externo da vagina é pelo seio urogenital, então essa mulher tem isso aqui ou, ela tem o fenótipo normal, tem seios, pêlos, distribuição ginecóide, você coloca ela deitada em posição ginecológica você vai falar assim:

“essa mulher é normal”, porque o órgão genital externo dela é normal, não tem nenhuma malformação externa, só que na hora que vai ver a vagina ela é pequena ou até ausente as vezes, você olha assim e já dá de cara com a parede.

Como é que a gente desconfia disso? Uma menina com 15-16 anos? Amenorréia, é aquela menina que não menstrua. O diagnóstico é pelo exame físico e você pode fazer uma U.S, uma RM pra ver se tem útero ou não.

Tratamento: eu posso fazer uma nova vagina (VIROU A FITA)…

você corta e vai cada vez aumentando, não tem vela de 7 dias? Você vai cortando também …. não precisa chegar até esse diâmetro todo, depende do gosto do freguês, mas a última vela que a gente usa, a gente usa uma vela bem calibrosa entendeu?

Porque eu consigo fazer isso?

Porque a vagina é elástica, agora eu não vou chegar no primeiro dia com uma vela desse tamanho, dessa grossura.

Tem que ir aos poucos, primeiro eu começo com uma fina e introduzo isso, aí eu ganho 7 cm… pois é eu tenho que avaliar se ela tem essa mucosa.. se não ti ver.. não.. primeira mente o intróito ela tem…

então essa parede aqui atrás tem que ser elástica.. pra eu conseguir… a maioria é, porque? Na maioria é origem do seio urogenital.

Qual é o grande problema?

Não vai engravidar. Pode ter útero, mas você não consegue fazer a vagina e acertar ela e colocar no útero, aí já é complicado, você não consegue… e geralmente quando tem útero ele é rudimentar.

Se tiver o útero funcionante, bonitinho, geralmente você acaba tendo que fazer histerectomia….. Essa parte é do seio urogenital que é o mesmo que da origem a genitália externa.

Agora… você tem que conversar com o pai…

O grande problema é o seguinte: eu não falei que ela é elástica?? se você fizer uma vagina numa mulher e ela parar de ter relação porque brigou com o namorado, com o marido e se ela não ficar usando..parar de introduzir.. aquilo vai voltar o que era antigamente.

Então se você faz a vagina e ela tem vida sexual qual vai ser o exercício? A relação.

Bom na vagina também pode ter anomalias na hora de formar a canalização, os ductos de Muller se desenvolveram, fundiram, mas na hora de canalizar teve problemas.. então pode ter formado um septo.

Um septo transverso é raro, mas pode ocorrer. É como se ele tampasse a vagina.

Então o que vai acontecer? Igual ao Hímen. A clínica dela é igual a do hímen imperfurado.

Como é que faço diagnóstico diferencial? Exame ginecológico, eu vou colocar ela deitada lá, eu vou ver que o hímen dela tem (??) ou não é isso.

Na hora que for fazer um exame, uma U.S, uma R.M, o que que eu vou ver?
Sangue.

Como é que chama sangue no útero? Hematometra

E aí a paciente ta com queixa que não menstrua, tem cólica todo mês….. toda vez que você tiver uma amenorréia você vai ter que fazer U.S…. vejo uma hematometra… bom então pêra aí, se ela não está menstruando e eu tenho líquido no útero o que eu vou pensar?

Que eu tenho alguma coisa impedindo a saída desse sangue. Agora sempre que a paciente é virgem é mais difícil, porque eu não posso colocar um espéculo nela.

Tem espéculo de virgem, não sei se vocês já ouviram falar, você o introduz pelo orifício himenal mas eu vou dar de cara com o fundo do(???).

Tratamento: ressecção do septo

Também tem os septos longitudinais, ele não da pra parar a menstruação, ele tem como escoar. Como é que vou descobrir?

Dispareunia ( pode ter mulheres que não sentem nada), pode descobrir na hora de fazer o preventivo e pior como eu já vi, na hora do parto.

Tratamento: ressecção do septo
O septo pode ser elástico também, ele pode também se distender.

Colo

pode ter agenesia de colo, tem o útero e não tem o colo. Raríssimo.

Como é que eu desconfio que uma mulher não tem colo?
Amenorréia.
O corpo é fechado.

Qual é a função do colo?
Canal para dar comunicação entra o útero e a vagina.
Existe cirurgia pra tirar o colo, se chama Conização (??), mas quando a gente faz a Conização (??) a gente faz um orifício(??)

Tecnicamente fazer um orifício nesse útero sem colo é muito difícil, o resultado é muito ruim, então qual é a conduta? Histerectomia.

Útero

o maior número de anomalias. O primeiro tipo é um problema (??) no desenvolvimento, só desenvolve 1 ducto de Muller, ele vai dar origem ao útero unicorno, o útero vai ter só 1 corno, ele vai ter só uma trompa.

Problema inicialmente seria numa gravidez se útero não conseguir se adaptar e crescer o bastante pode ter perda fetal, parto prematuro.

Outro problema: pode ser que do outro lado ela tenha um corno rudimentar que se for não comunicante e funcionante, se ele tiver endométrio que é sensível a variação hormonal, aí vai dar problema porque?

Vai ter acúmulo de sangue, a mulher vai ter dismenorréia, pode ter refluxo sanguíneo, assimetria (??? ( relacionado ao feto). Se for comunicante e funcionate, por esse lado não te m problema não vai reter sangue.

Qual o problema que pode ter? Na hora que o ovo for nidar ele nidar (??) porque?? Porque é pequeno, na hora que ovo nidar ali, começar a se desenvolver, não vai dar conta, vai romper como se fosse uma preez ectópica.

O quadro clínico é bem parecido com o de uma preez ectópico, isso aqui rompe e sangra e vira uma emergência. E você na hora que abre crente que é uma preez ectópica, porque tem tudo de uma preez ectópica, a mulher tem atraso menstrual, você faz um bhcg dá positivo, ela ta chocada porque ta sangrando.

Na hora que você abre não é ectópica, mas isso é raro.

Tem relatos de pacientes que tiraram o ovário de um lado e a trompa de outro. Vocês acham que da pra engravidar assim? Consegue, o óvulo cai na cavidade abdominal e faz isso.

Tratamento: ressecção de corno

Porque que uma mulher com síndrome de Rokitansky fenotipicamente ela é normal?

Porque a parte hormonal dela é normal, ela tem seio , tem pêlos, tudo bonitinho, ela só não vai ter a menarca (??)
Agora outro tipo de patologia… (parou de falar pra responder Antonini)

Toda vez que você tem uma patologia genital é muito comum ter também renal.(voltando) Gente agora é o útero bicorno, todo útero tem que ter 2 cornos, mas esse que a gente chama de bicorno é que acontece o seguinte ele desenvolve normal só que na hora de fazer a fusão ela não é bem feita, então ele fica assimétrico os cornos, porque a fusão não é perfeita, então fica bem evidente os 2 cornos.

Problemas: pra engravidar não tem, o problema é na hora de desenvolver o feto, se for muita assimetria pode levar até abortamento, agora se não for a assimetria (??) leva a apresentação anômala, geralmente é a apresentação tópica, o que que é isso?

É quando o neném está transverso. O feto tem apresentação cefálica quando ele está com a cabeça pra baixo, apresentação pélvica quando está com o bumbum pra baixo e a tópica quando ele está transverso.

Se tiver história de muitos abortamentos eu posso fazer uma cirurgia, chama –se cirurgia de (??), eu pego corto ali e tento fazer a fusão dos 2 cornos. E outra coisa importante: não é porque tem apresentação tópica que tem útero bicorno ta gente?

Útero septado

externamente esse útero é normal, se eu abrir a barriga dessa mulher eu vou ver um útero normal, só que dentro dele tem um septo.

Qual o problema disso?
A mulher até engravida, só que o septo é mal vascularizado e se nidar nesse septo geralmente leva ao abortamento né?

Qual é a primeira nutrição do embrião?

É por hemo, hemato, hematogênese, ele penetra na estrutura e tira o sangue. Se o septo é mal vascularizado ele não vai se desenvolver.

Então o problema do útero septado é a incidência de abortamento. Só que o útero septado é de tratamento mais fácil eu venho por histeroscopia e resseco esse septo.

Antigamente antes de ter a histeroscopia, eu abria a barriga da mulher, abria o útero e ressecava o septo. O pós operatório é muito ruim porque toda vez que você abre a cavidade aumentam–se muito as chances de se fazer aderências

Útero arqueado

ele não te m nenhum problema clínico, é só que na hora do desenvolvimento ele deu essa concavidade só. Não tem problema nenhum.

Útero didelfo

ocorre o desenvolvimento dos 2 ductos de Muller, só que eles não se fundem nem canalizam. 2 úteros um do lado do outro.

Problema disso?

Nenhum, eu não preciso operar o útero, porque quando engravidar um útero vai desenvolver e o outro vai ficar pequinininho.

Toda malformação uterina pode ter abortamento por falta de espaço. O útero com muito mioma que não permite espaço pro feto também.

Anomalias associadas ao DES (dietillestilbestrol): uma substância que foi usada pra evitar abortamento e descobriu- se depois que ele era teratogênico, ele leva ao útero hipoplásico de meninas filhas de mães que usaram esse medicamento. O útero fica pequeno, qual o problema? Esterilidade só.

Trompa

 malformação de trompa isolada é raríssimo, o que acontece é geralmente associado a útero bicorno.

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *



Seguir fotosantesedepois.com

Siga-nos na rede social Facebook e receba dicas sobre os temas de saúde mais atuais.

Facebook Fotos Antes e Depois
Receber Dicas de Saúde?

Se está interessado/a em receber no seu Email, dicas de saúde, remédios caseiros..., subscreva a nossa newsletter.

Contacte-nos

© 2018 Fotos Antes e Depois | Politica de Privacidade