Testosterona

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018 - Publicado a 7 de março de 2011

A testosterona é tão importante na vida masculina e feminina que não podemos pensar apenas na importância que tem na vida dos homens mais velhos. A afirmação é do presidente da Sociedade Portuguesa de Andrologia (SPA), Nuno Monteiro Pereira.

Produzida nos testículos pelas células de Leydig, a testosterona é a hormona masculina essencial, mas, segundo o urologista e andrologista, esta hormona existe também na mulher, onde é produzida nos ovários. Mas comecemos pelo início.

Testosterona: ela determina o sexo

Do ponto de vista morfológico, não existe, até à 7.ª semana, qualquer diferença entre os embriões, «já que os testículos ainda não se formaram. Nessa altura assiste-se à formação dos testículos e duas semanas mais tarde ao início da produção de testosterona.

Entre a 10.ª e a 12.ª semanas embrionárias verifica-se uma explosão da hormona, que vai ser determinante para a formação dos genitais externos, que começam a diferenciar-se entre a 12.ª e a 13.ª semanas. Assiste-se, então, à formação do pénis e da uretra, entre a 13ª e a 14ª semanas.

Assim sendo, a testosterona determina se morfologicamente vai ter órgãos sexuais de menina ou menino, explica Nuno Monteiro Pereira, acrescentando que, por vezes, esta hormona pode não ser suficiente para determinar os genitais externos, razão pela qual existem os estados intersexuais, ou seja, os chamados hermafroditas.

Ler também:

Testosterona na Puberdade (Adolescência)
Andropausa: mito ou realidade?
Reposição Hormonal Masculina de Testosterona