Tratamento Caseiro Para Bicho de Pé

Tratamento Caseiro Para Bicho de Pé

O bicho de pé é um insecto da família dos tungídeos que penetra na pele, por norma através do pés, pois este encontra-se junto ao solo comum em zonas rurais, e quando pica provoca sintomas como dor, vontade de coçar e uma pequena mancha negra sob a pele. Também pode ser uma causa do tétano.

Assim se está a sofrer de bicho do pé e não sabe o que fazer veja o seguinte tratamento caseiro para aliviar os sintomas provocados pelo bicho de pé e também eliminar esse parasita. Este tratamento caseiro para bicho do pé envolve a lavagem do pé com calêndula.

Ingredientes Para Eliminar Bicho de Pé

• 4 colheres de sopa de flores secas de calêndula
• 60ml de vinagre
• 500ml de água quente

Como Preparar a Lavagem de Calêndula Contra o Bicho de Pé

As folhas de calêndula devem ser adicionadas num recipiente com água que se possa levar ao lume até a água estar a ferver. Quando começar a ferver, retire do lume e tape o recipiente para arrefecer a água até ficar morna. Por fim coloque o preparado anterior numa bacia onde os seus pés caibam e deixe de molho. Os pés devem ficar totalmente cobertos e posteriormente deve adicionar o vinagre.

Ao adicionar o vinagre irá estar a aumentar a acidez da água, que por sua vez irá eliminar os parasitas impedindo-os de proliferar. Estes não gostam de ambientes ácidos. Repita este procedimento pelo menos duas vezes ao dia durante pelo menos 20 minutos para resultados mais rápidos e práticos.

Sobre a calêndula, é uma planta medicinal que ajuda a combater este parasita do bicho de pé, bem como a manter a pele limpa e saudável.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 5:21 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)