Tratamento caseiro para dislipidemia

A dislipidemia caracteriza-se pela presença de níveis extremamente elevados de lipídios no sangue, e é um problema que, apesar de elevada complexidade e difícil resolução, poderá ser minimizado através da confecção de um simples remédio caseiro, como é o caso de um económico milk shake preparado através da mistura de diversos alimentos caseiros extremamente nutritivos, que facilmente poderá encontrar em qualquer superfície comercial.

Tratamento caseiro para dislipidemia

Ingredientes necessários para a preparação deste milk shake: 1 colher de sopa de linhaça; 1 banana; 1/2 xícara de morangos; 1 colher de manteiga de amendoim; 1 colher de mel; 1 copo de iogurte natural; 1 chávena de leite. Bata muito bem todos estes ingredientes no liquidificador, até que se fundam na totalidade, formando assim uma mistura verdadeiramente homogénea.

Este milk shake deverá ser tomado logo após a sua preparação, de modo a evitar que algumas das suas propriedades nutricionais se possam vir a perder. Um pouco antes de tomá-lo, poderá colocá-lo no congelador, para ficar bem geladinho. Também é aceitável que o adoce, mas sempre com muita moderação.

A linhaça é o ingrediente mais importante deste remédio caseiro, na medida em que funciona como um poderoso eliminador das moléculas de gordura presentes no sangue. Dado o poder nutricional deste milk shake, é recomendado que o beba diariamente, até que os resultados pretendidos comecem a ser atingidos.

No entanto, apesar de todos os seus benefícios para a sua saúde, este não deixa de ser um milk shake bastante pesado, pelo que, deverá sempre consumi-lo com a devida moderação.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 5:07 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)