Tratamento Natural para Distimia

A distimia carateriza-se por ser uma depressão crónica, que provoca alguns sintomas semelhantes a uma depressão. Nomeadamente, é uma depressão que provoca um estado de tristeza regular na pessoa. No entanto, os seus sintomas e consequências são menos graves que os de uma depressão.

hipericão

Este problema tem geralmente uma origem hereditária, sendo que as suas causas exactas não são ainda conhecidas de uma forma concreta.

Logicamente, se não for adequadamente tratado este problema pode evoluir para estados de depressão mais graves, pelo que é de todo importante que se consigam tomar algumas medidas no sentido de o atenuar.

Existem alguns tratamentos naturais para a distimia, que pretendem incidir na atividade cerebral dos indivíduos que sofrem deste problema, nomeadamente tentando restabelecer a sua atividade cerebral em condições normais.

Os agentes que mais poderão ajudar a concretizar este objetivo são os sais minerais (selénio, magnécio ou ácido fólico) e as vitaminas.

Para além disso, existem ainda algumas práticas e recomendações a seguir, nomeadamente:

  • Beber uma quantidade de água significativa por dia (cerca de 2 litros é a recomendação habitual);
  • Praticar exercícios de meditação (ajudam ao controlo cerebral);
  • Praticar atividades físicas de maior leveza, como é o caso de uma caminhada;
  • Evitar o tabaco e as bebidas alcoólicas;
  • Recorrer à aromaterapia.

Relativamente à alimentação, de uma forma mais concreta, e relembrando aqui a questão dos sais minerais e das vitaminas, os seguintes pontos devem ser tidos em conta:

  • O consumo de alimentos ricos em Omega 3 irá ajudar a reduzir o colesterol, e é ainda um excelente elemento para fortalecimento do sistema imunológico, o que invariavelmente ajuda no combate à distimia e à depressão. Este elemento poderá ser encontrado geralmente em diversos peixes, como é o caso do salmão, sardinha, atum e bacalhau, entre outros;
  • O selénio ajuda de forma significativa a melhorar o humor. Este elemento poderá ser encontrado em frutos secos (como nozes), no peixe e em sementes de girassol;
  • O magnésio é também importante, dado que está envolvido nos processos que ajudam à produção de energia no organismo. O magnésio pode ser encontrado em algumas fibras como a aveia e arroz integral;
  • O cálcio é também fundamental, não só nesta situação mas também no geral é algo importante, necessário, e desejável. O cálcio, em quantidades certas, ajuda a reduzir a irritabilidade e contribui ainda para a regularização dos batimentos cardíacos. Como é geralmente sabido, alimentos derivados do leite e vegetais verdes são boas fontes de cálcio;
  • A Vitamina B6 estimula a produção de serotonina, o que ajuda bastante na distimia. Alguns alimentos como cereais integrais, bana e atum contêm boas quantidades desta vitamina;
  • O ácido fólico é fundamental para o bom funcionamento do sistema nervoso, pelo que tem aqui um papel de destaque no caso da distimia. O ácido fólico pode ser encontrado em frutas como a laranja e a maçã, e ainda no feijão (branco) e na soja;
  • Alimentos como o alecrim, gengibre, alcaçuz e vitaminas do complexo B no geral são também algo benéfico durante a alimentação de quem sofra de distimia;
  • Alimentos que contenham cafeína são, de todo, a evitar, pois são estimulantes de alguma destabilização do sistema nervoso.

Podemos agora passar a referir um remédio natural para distimia, nomeadamente um remédio com base no hipericão.

Remédio caseiro para distimia

Ingredientes

  • 200 ml de água;
  • 1 colher (de chá) de hipericão.

Modo de Preparo

A água deve ser colocada a ferver (numa panela, por exemplo), juntamente com o hipericão (as suas folhas e flores). Depois de ferver a mistura, deve deixar-se a mesma repousar durante cerca de 10 minutos, coando-a de seguinda.

Posologia

Este remédio (que é um chá) deve ser tomado de seguida após a sua preparação. Para além do remédio aqui referido, o chá de camomila e o chá de cidreira são também benéficos, por possuírem propriedades sedativas e calmantes.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 15/01/2018 às 10:39 horas por: Diogo