Xanax ou L-Teanina: Qual funciona Melhor para a Ansiedade?

Há já muito tempo que o Xanax é utilizado no tratamento da ansiedade.

A sua eficácia no combate deste problema resulta da sua capacidade de acalmar e reduzir a ansiedade através da criação de uma ligação ao GABA, um calmante natural presente na maior parte dos neurotransmissores.

Ainda que o Xanax possa acalmar a ansiedade temporariamente, o organismo eventualmente desenvolverá dependência e imunidade ao medicamento, eliminando assim a sua eficácia e criando problemas adicionais.

A L-Teanina, por outro lado, funciona como uma alternativa natural ao Xanax, capaz de aumentar os níveis de GABA e dopamina no cérebro, provocando assim uma sensação de relaxamento, sem efeitos secundários.

A ansiedade representa uma reacção comum ao estresse.

Em níveis excessivos, pode tornar-se difícil de controlar, afectando assim de forma extremamente negativa o quotidiano.

Nestes casos, a ansiedade pode ser classificada como uma desordem, exigindo o tratamento através de medicação.

O Xanax representa uma das alternativas mais populares, o que tem contribuído para originar muitas controvérsias.

A L-Teanina, por outro lado, tem vindo a ganhar muita popularidade, uma vez que representa uma alternativa bastante viável ao Xanax.

Xanax (Alprazolam): O medicamento anti-ansiedade

Xanax (Alprazolam)

O Xanax é um medicamento de uma classe de compostos chamada benzodiazepina, que são comummente utilizados pela sua capacidade de induzir sono.

Também conhecido pelo nome de Alprazolam, este é um dos fármacos mais prescritos para aqueles que sofrem de ansiedade e transtorno de pânico.

Tem um efeito bastante rápido, actuando logo 10 minutos após ser tomado.

Ao conectar-se aos receptores conhecidos por ácido gama-aminobutírico (GABA), este medicamento exerce um efeito calmante no ritmo cardíaco, ajudando-o a relaxar em situações de ansiedade.

Tal como já referido, este medicamento só é recomendado para casos mais severos de ansiedade.

Para além de utilizado no tratamento da ansiedade, o Xanax também é utilizado para o relaxamento dos músculos e prevenção de convulsões.

Efeitos secundários do Xanax

– Falta de motivação

– Dificuldade de concentração
– Sonolência
– Problemas de memória
– Paranóia
Depressão
– Falta de apetite sexual
Boca seca
– Falta de ar
Salivação excessiva
– Náusea
– Dificuldade em pronunciar palavras

Para além destes efeitos colaterais, o Xanax tende a causar dependência física e psicológica.

Quando utilizado durante muito tempo, o organismo tende a desenvolver imunidade, fazendo com que este medicamento deixe de surtir efeito.

Os utilizadores de Xanax frequentemente desenvolvem dependências severas, passando a acreditar que não conseguem lidar com as suas crises de ansiedade sem recorrer a este fármaco.

Caso o paciente não tenha acesso imediato ao medicamento, a intensidade da crise tende a piorar ainda mais.

É importante referir que, medicamentos como o Xanax constituem apenas uma sensação temporária para a ansiedade, não representando uma cura definitiva para o problema.

Para prevenir efeitos adversos de longo prazo sugere-se que procure alternativas naturais como a L-Teanina.

L-Teanina: O Xanax natural

L Teanina

Também encontrada no chá, a L-Teanina é um aminoácido capaz de atravessar a barreira hematoencefálica, conseguindo assim interagir directamente com o sistema nervoso central.

Estudos têm vindo a demonstrar que a L-Teanina pode revelar-se uma alternativa natural ao Xanax verdadeiramente viável.

Como é que a L-Teanina combate a ansiedade?

A L-Teanina aumenta a actividade das ondas alfa do cérebro, bem como o nível cerebral de GABA, estimulando assim o estado de alerta e relaxamento em simultâneo.

Níveis elevados de GABA no cérebro fomentam a produção de dopamina, receptor responsável pelo controlo dos centros de prazer e recompensa do cérebro, dando assim origem à sensação de relaxamento.

A principal diferença entre a L-Teanina e o Xanax assenta no facto da L-Teanina combater a ansiedade sem o deixar sonolento ou afectar-lhe a coordenação e os reflexos.

Como pode ser consumida?

A dose diária recomendada de L-Teanina é de 50 a 200 mg, dependendo da intensidade dos ataques de ansiedade.

O ideal é ser consumida através de chá preto ou verde.

Uma chávena de 200 ml de chá preto contém cerca de 25 mg de L-Teanina, enquanto o chá verde contém 5 mg.

Experimente a L-Teanina se procura uma alternativa mais saudável e natural ao Xanax.

Referências 

https://dailymed.nlm.nih.gov
http://agris.fao.org
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21861094

O que Procura?

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *