Tremor Essencial está relacionado com demência

Os autores do estudo assinalam o alcance dos resultados obtidos e sublinham que estes evidenciam que o tremor essencial e a demência estão relacionados, a um nível “muito para além da concorrência”.1

O tremor essencial, uma das mais prevalentes perturbações do movimento, é uma condição neurodegenerativa e está relacionada com a demência.

Esta é a conclusão de um trabalho de investigação publicado dia 25 de Agosto na revista Neurology.

Este estudo de coorte prospectivo envolveu 2285 indivíduos com mais de 65 anos divididos em dois grupos (124 doentes com tremor essencial num grupo, 2165 indivíduos no grupo de controlo).

Após a realização de um conjunto de testes neuropsicológicos, a equipa da Columbia University, em Nova Iorque, verificou que 229 participantes (10 por cento) revelaram ter demência e 452 (19, 8 por cento) défice cognitivo ligeiro.

Comparando os resultados dos dois grupos, conclui-se que 25 por cento dos doentes com tremor essencial tinham também demência, enquanto apenas 9, 2 por cento dos indivíduos do grupo de controlo apresentavam sinais daquela patologia.

Além disso, a maioria dos doentes com tremor essencial e demência revelaram sofrer de doença de alzheimer.

Em declarações à Reuters Health, a principal investigadora do estudo, Elan Louis, frisou que os resultados do trabalho da sua equipa vêm corroborar os obtidos em Espanha, que colocaram pela primeira vez a possibilidade de encarar o tremor essencial como uma condição neurodegenerativa.

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 23/07/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 23/07/2018 às 12:27 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)