Fotos Antes e Depois

Vacina Contra Difteria, Tétano e Coqueluche (tosse convulsa) Durante a Gravidez: Riscos e Efeitos Colaterais

Existe um longo debate acerca das vantagens da vacinação contra a Difteria, Tétano e Coqueluche (tosse convulsa) durante a gravidez, pois trata-se de uma vacina poderosa que pode mudar significativamente a bioquímica do organismo e ser até transmitida ao seu bebê.

No entanto, também é uma das duas vacinas mais recomendadas para tomar durante a gravidez, pois pode ter uma série de benefícios importantes para a mãe e para a criança.

Antes de levar este reforço imunológico, será melhor entender o propósito da vacina, os seus potenciais riscos e os efeitos colaterais que pode sofrer após a vacinação.

Vacina Contra Difteria, Tétano E Coqueluche (tosse Convulsa) Durante A Gravidez

Vacina dTpa durante a gravidez

dTpa significa Tétano, Difteria e Pertússis (coqueluche ou tosse convulsa), as três infecções que a vacina pode prevenir, quando é administrada.

Esta vacina é considerada uma vacina de reforço para a mãe e é intencionalmente recomendada durante a gravidez porque, neste período, alguns dos anticorpos podem ser transmitidos para o feto.

Nos primeiros dois meses de vida de uma criança, o seu sistema imunológico é particularmente susceptível a certas infecções virais e bacterianas.

Ao receber esta vacina durante a sua gravidez, pode preencher essa lacuna de vulnerabilidade na vida do seu filho recém-nascido, impedindo-o de ser infectado com estes microrganismos e de desenvolver as doenças que eles provocam, particularmente a pertússis (coqueluche ou tosse convulsa).

Também conhecida como tosse convulsa, a pertússis apresenta um elevado risco colateral para os recém-nascidos e muitas vezes pode ser fatal para as crianças com menos de um ano de vida.

Apesar de muitos adultos serem vacinados contra esta doença, a imunidade pode diminuir ao longo do tempo e continuam a existir centenas de milhares de novos casos todos os anos.

Ao garantir que o seu feto tenha sido vacinado – para além de todos os membros da sua família que entrarão em contato com o seu bebê – pode proteger o seu filho desta infecção potencialmente fatal.

O que Procura?
Cafeína Durante a Gravidez

Aproximadamente 10 crianças morrem por tosse convulsa todos os anos, apenas nos Estados Unidos, e outras centenas são hospitalizadas.

Os especialistas concordam que esta vacina deve ser administrada durante o terceiro trimestre da gravidez, visto que a maioria do desenvolvimento fetal já ocorreu e o bebê está principalmente num processo de aumento de peso.

A probabilidade de ocorrência de efeitos colaterais negativos causados ​​pela vacinação é ainda mais pequena no terceiro trimestre – embora também seja bastante baixa durante o resto da gravidez.

É importante notar que as mulheres devem receber uma vacina dTpa em cada uma das gravidezes que tenham, se quiserem transmitir os anticorpos a cada um dos seus filhos.

As mulheres com famílias maiores preocupam-se frequentemente com a existência de riscos adicionais associados à toma de múltiplas vacinas destas.

No entanto, não existem provas que ser injetado com uma por ano, em média, tenha consequências negativas.

Não existem bactérias vivas na vacina dTpa, por isso não é possível ser infectado com tosse convulsa como resultado da vacinação.

Riscos da dTpa durante a gravidez

A maioria dos especialistas e médicos concordam que ser vacinada com a dTpa durante a gravidez é perfeitamente seguro, tanto para a mãe como para a criança, e não existem riscos conhecidos.

Na verdade, vacinas semelhantes à dTpa foram administradas durante a maior parte das últimas 5 décadas, com uma incidência muito baixa de efeitos colaterais negativos ou riscos sérios.

Como mencionado acima, o risco mais sério é deixar o seu filho exposto a esta infecção, nos dois primeiros meses de vida, antes que ele possa receber a sua própria vacina dTpa.

Esta vacina é administrada a crianças com idades entre os 2 meses e os 6 anos.

Receber esta vacina imediatamente após o nascimento, em vez dos anticorpos que passam da mãe ​​para o feto durante a gravidez, aumenta mesmo a probabilidade de ocorrência de efeitos secundários graves.

Efeitos secundários da dTpa durante a gravidez

Os efeitos secundários da administração da dTpa durante a gravidez afetam a mãe, apesar do que algumas pessoas afirmam acerca da segurança desta vacina para o feto.

O que Procura?
13 (Truques) Simples para Prevenir a Azia Durante a Gravidez

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns incluem dores de cabeça, dores no corpo, fadiga e dor, vermelhidão ou inchaço no local da vacinação.

Como é sabido, estes são efeitos colaterais bastante comuns para qualquer vacina, independentemente de se estar grávida ou não.

Os organismos dos adultos também são mais capazes de lidar com a vacina do que as crianças pequenas, nas quais os efeitos colaterais podem ser muito mais severos.

Se esperar para administrar a dTpa após o segundo mês de vida do seu filho, não só irá expor o bebé a um risco aumentado de tosse convulsa, como também aumentará a probabilidade de ocorrência de efeitos colaterais desconfortáveis, incluindo vómitos, inchaço de grande extensão e vermelhidão, períodos de irritabilidade, insónia, dor e febre.

Palavras de advertência

A razão pela qual têm havido tantos debates, nos últimos anos, sobre a vacina contra Difteria, Tétano e Coqueluche é o fato do movimento global anti-vacinação ter vindo a ganhar força recentemente.

Este é um perigoso movimento que não é apoiado pela grande maioria da comunidade científica qualificada para fazer julgamentos sobre vacinas.

O recente ressurgimento de tosse convulsa em vários países de todo o mundo deve-se a esta nova e irresponsável filosofia ou na crença mal fundamentada de que o autismo é causado pela vacinação.

A tosse convulsa e muitas outras doenças contra as quais as crianças pequenas são vacinadas são muitas vezes ameaçadoras para a vida.

Sendo que, receber a vacina dTda durante o terceiro trimestre da gravidez é simplesmente a melhor escolha a tomar para bem da sua saúde e do seu bebê.

Referências

http://journals.lww.com/
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11837909
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23425962
http://journals.sagepub.com/
http://jamanetwork.com/
http://pediatrics.aappublications.org/
http://comingsoon.jogc.com/
http://www.tandfonline.com/
https://www.cdc.gov/
https://www.cdc.gov/pertussis/
http://www.acog.org/
http://www.cdc.gov/mmwr/pdf/wk/mm63e0203a2.pdf
http://www.cdc.gov/
http://www.cdc.gov/vaccines/
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/
https://share.kaiserpermanente.org/

28. setembro 2017 by Rui

Participe no Forum. Deixe a Sua Dúvida ou Comentário

Campos de Preenchimento Obrigatório marcados com *