Vitamina de Toranja Para Curar a Ressaca

Após uma noitada caracterizada pelo abuso excessivo de bebidas alcoólicas, é bom ter sempre à mão uma vitamina que o ajude a equilibrar o bom funcionamento do organismo e a recuperar toda a energia perdida durante os festejos da noite anterior.

Para tal, apenas terá de recorrer a uma solução 100% caseira, feita à base de toranja e iogurte, que em muito contribuirá para lhe devolver todo o bem-estar físico e mental.

Vitamina para curar a ressaca

Num liquidificador, bata muito bem sumo de duas toranjas. juntamente com um iogurte de 150 gramas, de preferência natural.

O objetivo será sempre bater até conseguir obter uma mistura verdadeiramente cremosa.

De seguida, poderá adicionar água com gás ou gelo, conforme aquilo que preferir mais.

Após a preparação desta vitamina caseira se encontrar concluída, aconselha-se que a consuma cerca de duas vezes ao dia, até que se esteja a sentir melhor e mais energético.

Esta bebida, para além da sua impressionante capacidade de aliviar eficazmente os sintomas da ressaca, também possui um elevado poder refrescante e hidratante, pelo que, será uma bebida muito agradável de ser tomada a qualquer altura.

Rica em propriedades que beneficiam o bom funcionamento do figado, esta vitamina caseira contribuirá imenso para a eliminação das substâncias tóxicas do organismo, o que fará com que recupere rapidamente toda a sua vitalidade.

Uma vez que esta bebida já possui o açúcar natural da fruta, desaconselha-se a adição extra de quaisquer outros tipos de adoçantes.

» Deseja Curar a Ressaca Rapidamente? Conheça 5 Remédios de Resultado Imediato!

Informações que lhe podem ser Úteis:

Última atualização da página em 13/01/18 por:

Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)

Licenciada em Medicina Geral e uma apaixonada por Medicina Alternativa, Aromaterapia e Fitoterapia.

Faça um Comentário
Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Última atualização da página: 13/01/2018 às 4:50 horas por: Dra. Alice Wegmann (Clínica Geral)